O inglês é considerado o idioma universal – geralmente, quando não é um dos idiomas oficiais de um país, é a segunda opção mais comum na hora de aprender uma nova língua. Mais do que poder cantar músicas estrangeiras, assistir filmes sem dublagem ou viajar por aí sem passar apertos por causa do idioma, o inglês passou de item desejável a requisito básico para quem disputa uma vaga no mercado de trabalho.

Mesmo para funções de níveis hierárquicos mais baixos, o idioma é essencial para muitas empresas e pode garantir melhores salários além de oportunidades promissoras.

De acordo com a pesquisa The Rise Of Linguarati, realizada pela Education First Corporate Language Learning Solutions, 75% das empresas no Brasil consideram o inglês muito importante para seu cotidiano. Isso demonstra que os profissionais devem priorizar o estudo do idioma, assim como a sua formação acadêmica e pós-graduações.

Os estudos também podem incentivar o aprendizado, já que existem muitos programas de intercâmbio em diferentes modalidades para os níveis de graduação, especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado.

Inglês é considerado um idioma padrão nos negócios

No mundo corporativo, o inglês é essencial para quem está disputando uma vaga ou para quem já possui uma posição consolidada. Com a globalização da economia, falar inglês se tornou fundamental para os negócios. A fluência garante o conhecimento de novos mercados, uso de ferramentas inovadoras, a troca de ideias e experiências.

Mesmo em empresas que não sejam multinacionais, o inglês faz a diferença. Com a expansão da internet, houve também o aumento de negócios feitos de maneira mais dinâmica e direta, com empresas de qualquer país. Seja para importar ou exportar produtos e serviços, falar inglês é primordial.

Além de permitir a comunicação com o mundo todo, o inglês é uma ferramenta de trabalho. Os profissionais devem ter em mente a possibilidade de trabalhar no exterior, em uma filial de uma empresa brasileira ou em corporações estrangeiras, por exemplo. A tecnologia também exige um bom conhecimento do idioma, pois muitos softwares não possuem tradução para o português.

O turismo é mais um segmento que depende do inglês e de outros idiomas para sobreviver e movimenta uma cadeia de negócios. Guias, funcionários de hotéis, restaurantes, agências de viagem, lojas e de pontos turísticos são apenas alguns dos profissionais responsáveis pelo contato com os turistas.

Cursos online ajudam quem está no nível básico, intermediário ou avançado

Por todas as razões apresentadas acima, o aprendizado do inglês deve ser contínuo para que a fluência e a compreensão sejam cada vez melhores. Além das escolas tradicionais, os profissionais podem recorrer a cursos online, que são mais baratos, flexíveis e favorecem a fluência a partir do contato com nativos.

O estudo pode ser feito a qualquer hora e em qualquer lugar e exige apenas um computador, tablet ou smartphone e conexão com a internet.

Existem diversos tipos de cursos, que podem suprir as necessidades de cada pessoa. Com recursos digitais, vídeoaulas, jogos e e-books, os cursos online estão se tornando cada vez mais populares. O ensino pode ser pago ou gratuito.

A vantagem dos cursos pagos é que eles oferecem mais ferramentas, aprofundamento no estudo, aceleração no aprendizado e acompanhamento por uma equipe de apoio, assim com é o curso do professor Jerry, considerado um dos melhores do Brasil.

Thanks for your reading ou, em português, Obrigado pela sua leitura. E deixe seu email logo abaixo para receber novas informações e dicas sobre idiomas..



1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

5 × quatro =