O Japão é a terceira economia mundial – perde apenas para os Estados Unidos e a China, que ocupam o primeiro e o segundo lugar respectivamente. Além de ser uma potência em diversos segmentos, o mercado de trabalho japonês oferece ótimas oportunidades para quem fala japonês, salários atrativos e chances de crescimento profissional. O envelhecimento da população e a taxa de natalidade considerada baixa são fatores que têm contribuído para o aumento de vagas no país.

O investimento em pesquisas científicas, tecnologia e inovação além da construção de parques industriais modernos em períodos de grande crescimento do Japão, aumentam ainda mais as expectativas em relação ao mercado de trabalho. A fabricação e comercialização de veículos, produção e exportação de produtos e serviços com nível tecnológico elevado, com conhecimento e experiência aprofundada em robótica e na área de eletrônicos, torna o país um local interessante para quem deseja investir na carreira profissional.

Saber falar japonês é fundamental para trabalhar no Japão

Muitos brasileiros escolhem o Japão para viver e trabalhar. Em geral, as pessoas atuam como operários em fábricas e em funções que não exigem qualificação devido à barreira do idioma. Porém, para aqueles que têm interesse em crescer profissionalmente e fazer valer a pena a estadia em solo estrangeiro, é fundamental investir em qualificação e, principalmente, em aprender japonês. Muitos profissionais possuem as características e habilidades exigidas para a função, mas não sabem falar japonês e acabam sendo excluídos do processo seletivo.

Falando Japonês
Falando Japonês

E a ausência de conhecimento de japonês aumenta ainda mais a escassez de mão de obra, mas, por outro lado, aumenta as chances de quem se preparou e sabe falar o idioma. Como a demanda de profissionais é alta, a remuneração é cada vez mais atrativa e há perspectivas de estabilidade no emprego. A fluência em japonês é fundamental para se comunicar e entender a cultura do país, que se reflete no comportamento das empresas nos negócios e no modo como as corporações se posicionam perante o mercado.

Mesmo que o profissional seja fluente no inglês ou outros idiomas, o que interessa para o mercado de trabalho japonês é o conhecimento do idioma oficial do país.

Cursos online ajudam profissionais a aprenderem o japonês

Uma maneira eficiente, prática e econômica de aprender esse idioma é por meio de cursos online de japonês. A internet é uma ótima ferramenta para entender o idioma, aprender a falar e a compreender a língua. Existem várias opções na rede e o interessado pode optar por cursos gratuitos ou pagos. E um ótimo curso online considerado um dos melhores curso desse idioma é o Programa Japonês Online criado pelo Luiz Rafael.

Os sites oferecem lições, áudios, silabários do japonês, listas de vocabulário, gramática, contato com nativos e certificado. A tecnologia ajudou a popularizar o ensino e permite ao usuário estudar em qualquer hora, em qualquer lugar e no dispositivo eletrônico que estiver disponível, seja computador, tablet ou smartphone.

Para aprender japonês, é essencial ter disciplina e disposição. O mito de que é difícil aprender esse idioma deve acabar. Enquanto o português é cheio de regras, artigos, pronomes e tempos verbais, o japonês não possui plural, artigos ou gênero. E, para facilitar, o idioma só possui dois tempos verbais, o presente e o passado.

Agora que você já sabe a grande oportunidade que você pode ter ao falar japonês, que tal começar a aprender hoje mesmo. Diga nos comentários abaixo o quanto você gosta desse idioma.



DEIXE UMA RESPOSTA

20 − 10 =