Para quem pretende iniciar-se nesta área, existem vários tipos de investimentos que você pode fazer. Cada um tem as suas vantagens e desvantagens, por esse mesmo motivo cabe a você realizar uma análise detalhada sobre o que é mais vantajoso para si. Neste artigo vamos explicar-lhe de forma simples os tipos de investimentos existentes para que você tenha uma noção clara dos mesmos.

Curta a Proddigital no Facebook >>>

Tipos de Investimentos

Existem vários tipos de investimentos que você pode fazer, sendo que os mesmos se encontram divididos em 2 categorias:

  • Valores mobiliários;
  • Outros investimentos;

Dentro destas categorias existem 7 diferentes tipos de investimentos diferentes que podem ser realizados individualmente ou em conjunto.

  • Valores Imobiliários

    • Ações – São títulos emitidos por sociedades anônimas que dividem o capital social de uma empresa em várias parcelas com igual valor. Embora todas as sociedades anônimas tenham o seu capital dividido em ações, apenas as de capital aberto (registado na CVM) podem ser publicamente negociadas. Investir neste mercado pode ser feito de forma individual (através de serviços de corretoras ou online) ou coletiva (são adquiridas cotas de clubes de investimentos ou fundos de ações)
    • Debêntures – São valores emitidos por sociedades por ações e representam a dívida de uma determinada empresa. Esta emissão por parte das empresas assegura aos seus proprietários o direito de crédito contra a companhia emissora. São utilizados com o objetivo de conseguirem financiar melhor os seus projetos e gerirem de dívidas.
    • Fundos de Investimento – São vários recursos conjugados de forma a permitir ganhos de mais-valias a partir da aplicação em títulos e valores mobiliários. Ou seja, é um recurso de todos os investidores de um determinado fundo, e os bens são utilizados para comprar títulos que são de todos os investidores, na proporção dos seus investimentos. Os fundos de investimento podem ser divididos em 9 categorias diferentes:
      • Fundo de Curto Prazo;
      • Fundo referenciado;
      • Fundo de Renda Fixa;
      • Fundo de Ações;
      • Fundo Cambial;
      • Fundo de Dívida Externa;
      • Fundo Multimercado;
      • Fundo de Fundos;
      • Fundos Mistos.
    • Clubes de Investimento – São grupos de pessoas (entre 3 a 50) que adquirem títulos e valores imobiliários em conjunto. Estes clubes são administrados por corretoras ou bancos que tenham uma larga carteira de investimentos e que administram os mesmos. São um dos tipos de investimento mais utilizado por novos investidores, uma vez que os mesmos facilitam a aprendizagem de técnicas de gestão e de dinâmica de mercado.

Veja também:

Carteira de investimentos – o que é?

Fundos de investimento – como utilizar?

O funcionamento destes clubes obedece às normas da CVM, Bovespa e têm ainda um estatuto social próprio que têm de cumprir. A sua carteira tem de ser composta, no mínimo por 67% de ações, bónus de subscrição, debêntures, cotas, certificados e recibos de subscrição. Nenhum dos membros pode ser titular de mais de 40% do total das quotas do clube.

  • Outros Investimentos

    • Poupanças – E o tipo de investimento mais tradicional e seguro, sendo mais utilizado por pessoas mais conservadoras e que não estão dispostos a correr determinados riscos. Esta possibilidade existem em todos os bancos comerciais do Brasil e o rendimento da poupança é determinado pela variação da taxa referencial e dos juros. Neste momento o rendimento depende da meta da taxa selic que é determinado pelo Banco Central do Brasil.
    • CDB’s e RDB’s – O CDB (Certificado de Depósito Bancário) e o RDB (Recibo de Depósito Bancário) são títulos de renda fixa emitidos por bancos, onde o investidor “confere” dinheiro ao banco e retira mais-valias dos juros desses empréstimos. A maior diferença entre ambos passa pelo facto de que o primeiro pode ser negociado antes do vencimento enquanto o segundo é inegociável.
    • Títulos Públicos – Estes títulos são emitidos pelo Governo Federal com o objetivo de obter recursos financeiros para financiar as dívidas públicas e as diversas atividades governamentais. Estes títulos são emitidos e geridos pela Secretaria do Tesouro Nacional. Dentro deste tipo de investimento existe uma grande variedade, sendo que cada um tem características próprias.

Que tal escolher um desses investimentos e começar a fazer as suas aplicações financeiras. Já está fazendo as suas aplicações? Então conte nos comentários abaixo quais dos investimentos você está trabalhando e como está indo.

investidor de sucesso - investir em fundos imobiliarios



DEIXE UMA RESPOSTA

cinco × 2 =