Hoje em dia, com o aumento da utilização da internet, as empresas apostam (e fazem muito bem) em Marketing Digital. No entanto algumas apenas têm um site, fazem alguns posts no Facebook e esperam obter daí informações vitais e importantes sobre os clientes.

Fique já a saber, que essa não é a direção correta que você deve seguir. É importante ter um plano de Marketing digital, com objetivos traçados e estratégias definidas, de forma engajar o seu negócio. Nesta matéria vamos explicar-lhe como deve fazer um plano destes

Como fazer um Plano de Marketing Digital

Até pode parecer algo muito complexo, algo com muita ciência e algo apenas ao alcance de alguns. Mas não é. Um plano, seja ele de Marketing Digital ou de outra coisa qualquer, é apenas um documento onde você define o que quer obter, para que essa obtenção traga retorno, para que esse retorno seja vantajoso (e lucrativo) para a sua empresa.

1 – Definir objetivos

Saber para onde quer ir e onde quer chegar é crucial. Na definição dos objetivos da sua empresa você tem de definir o que quer e como quer alcançar. Você tem de saber exatamente o que pretende, para saber quando e em que altura cumpre os objetivos que definiu.

Estabelecer como objetivo, quero vender mais é um erro. Tem que quantificar quanto é o “mais”. Mais um artigo? Mais 10 artigos? Mais 500 artigos? Só com esta quantificação consegue perceber se os seus objetivos estão a ser cumpridos ou não. É importante que os seus objetivos sejam coerentes, quantificados e acima de tudo alcançáveis.

Veja também:

Marketing de Serviços – 7 P’s

2 – Conhecer o seu público-alvo

Agora que já fez o mais difícil, que já definiu o que quer em termos de objetivos de Marketing Digital, tem que conhecer muito bem o seu público.

Quando faz um site as perguntas que deve fazer primeiramente a si próprio são:

– “Para que quer o site?”;

– “Qual a sua finalidade”;

– “Quem é o público-alvo”

É muito importante saber quem é o público-alvo, pois esses serão aqueles que eventualmente poderão satisfazer e fazer cumprir os seus objetivos. E porque é que é muito importante definir o seu público-alvo? Em primeiro lugar, os usuários filtram a informação. Logo, se você não definir o seu público-alvo, muito do seu trabalho vai ser em vão, pois vai ser posto de lado pela simples filtragem do utilizador.

Se você definir muito bem quem eles são, vai saber o que gostam, e assim vai poder criar conteúdo que os atraia. Vai saber que idade têm e, vai poder adaptar a sua linguagem, entre muitas outras adaptações.

Ou seja, é muito importante conhecer quem é o seu público para poder adaptar a sua mensagem às características do interlocutor com todas as vantagens que isso lhe trás.

Veja também:

A importância do lead marketing para a sua empresa

Spostti – Social Media Marketing | Lead Lovers – Pro 3

3 – Escolher canais

Esta etapa pode parecer a mais fácil. Comumente uma página no Facebook (porque toda as pessoas tem um perfil pessoal no Facebook) e um anúncio no Google (que o Google acaba por fazer a otimização do anúncio para determinadas pesquisas) são os primeiros que se lembra. É um bom pensamento, e é uma forma inicial de escolher os canais para levar avante o seu plano de marketing digital.

No entanto, pode ser muito mais específico do que isso e, quanto mais específico for, mais vantagens terá. Se você já conhece o seu público, deve conhecer mais a fundo as redes sociais deve atuar. De forma sucinta, cada rede social:

  • Facebook: A rede social dos amigos e família;
  • Twitter: Rede dinâmica para mensagens instantâneas, até 140 caracteres (prevê-se no futuro a alteração para 1.000 caracteres);
  • Google+: Conteúdo. É a mais qualificada para marketing de conteúdo.
  • LinkedIn: Rede Social Profissional, orientada para abrir portas para novos empregos ou para novos projetos para freelancers.
  • Pinterest: Rede Social que se assemelha a uma loja online global.
  • Instagram: Partilha de fotografias (quadradas) e vídeos (até 15 segundos)
  • Youtube: Conteúdo técnico. Resolução de um problema ou esclarecimento de dúvidas.

4 – Definir orçamento

Neste ponto, é absolutamente necessário desmistificar a questão dos valores. Todos pensam que o marketing digital é gratuito. Pois, não é. Você até pode ter algumas noções de Facebook, Google ou Youtube, e colocar meia dúzia de publicações diariamente, que o resultado final será nulo. Claro que se tiver a sorte de colocar uma publicação viral, enquanto essa viralidade durar, a sua marca vai agradecer.

Mas na realidade, para ter resultados sistematizados, terá que dispensar algum valor. Terá que publicitar a sua marca. Tal como o faz fisicamente, também digitalmente terá publicitar o seu negócio. No entanto, deverá ter tudo muito bem estruturado, para que o valor gasto em publicidade possa trazer-lhe um excelente retorno financeiro.

Veja também:

Anúncios mais baratos com o Facebook Ads

5 – Analisar resultados

Como sempre analise constantemente resultado e tenha o espírito de tábua rasa. Não pode previamente assumir nada. Todas as suas opções e decisões devem ser baseadas em fatos e não em pressupostos. Depois de analisar os resultados, volte ao ponto 1 desta matéria.

Estes são os passos base para realizar um plano de marketing digital que possa trazer retorno para a sua empresa, faça as coisas com calma e não se preocupe errar é bastante normal no início.

montar negócio na internet



DEIXE UMA RESPOSTA

5 × dois =