Desde que o mundo existe, tivemos diversos problemas sociais, políticos e culturais que, muitas vezes, tentaram calar a voz da nação, deixando muitos brasileiros insatisfeitos, inseguros e forçando-os a procurarem alternativas para enfrentar e lutar contra essas questões. Assim, muitos compositores tiveram que pedir socorro à criativa e fizeram letras e melodias baseadas nas situações persistentes da ocasião. Por isso, hoje, vamos mostrar seis músicas de protestos brasileiras que virarão ícone nas questões brasileiras.

Ao longo dos anos, o Brasil passou por diversas fases que prejudicaram boa parte da população e, algumas vezes, os brasileiros foram impedidos de se manifestar e ir contra o sistema autoritário que surgia no país. No entanto, ainda nos dias atuais, muitas crises vêm abalando as cidades e as pessoas. Assim, abaixo segue uma lista mostrando algumas canções de protesto criados por músicos brasileiros.

Músicas de protestos brasileiras:

1- Cacimba de mágoa – Gabriel o Pensador e Falamansa:

Recentemente o Brasil se chocou com o caso da cidade Mariana. No dia 5 de novembro do ano passado, a Barragem de Fundão foi rompida e a lama desceu como uma avalanche, destruindo boa parte os distritos de Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo, em Mariana, MG.

Casas, bairros, a natureza e todo o resto foi atingindo, deixando cerca de 17 mortos. A lama acabou com o Rio Doce e atingiu outras regiões. A mineradora responsável pelo ocorrido foi a Samarco e, até hoje, todos esperam pelo fim desta tragédia ocorrida na cidade mineira. Assim, os músicos, comovidos pelo sofrimento, criaram a canção “Cacimba de mágoa”, visando as vítimas, o rio e toda fauna e flora atingida.

Veja também:

Aprenda a tocar bateria e torne-se um profissional como o Bruno Graveto do Charlie Brown Jr.

Djavan – Conheça a história de um dos maiores compositores brasileiros

Conheça um pouco mais a história do Clube da Esquina

Criolo, o rapper brasileiro que conquistou a MPB

2- Cálice – Chico Buarque e Milton Nascimento:

Uma música que ficou conhecida pela letra polêmica foi “Cálice” criada por Chico Buarque em parceria com Milton Nascimento, teve ainda a participação e Gilberto Gil. Na ocasião o Brasil passava pela pior crise cultural e social existente, sendo comandada pelo regime autoritário do militarismo. Vendo os direitos civis e artísticos sendo tirado da população, a salvação eram as músicas de protestos brasileiras.

Assim, tais artistas criaram uma música que falava do sofrimento que havia instaurado no país e fazia fortes críticas ao sistema. O próprio nome era um jogo de palavras que mostrava ambiguidade entre cálice e cale-se. Ela foi criada em 1973, mas foi lançada apenas em 1978 devido a censura do período.

3- O Bêbado E o Equilibrista – João Bosco e Aldir Blanc:

Outra canção muito famosa por criticar a ditadura brasileira foi “O Bêbado e o Equilibrista”, interpretada pela cantora Elis Regina. A música fazia referência às duas viúvas de presos políticos (Maria, viúva de Manuel Fiel Filho e Clarisse, viúva de Vladimir Herzog). Além disso, faz fortes críticas sobre o exilio dos intelectuais da época como o sociólogo Betinho (Herbert de Souza).

4- Que país é este? – Legião Urbana:

Esta música foi criada pelo grupo Legião Urbana quando ainda atendiam pelo nome Aborto Elétrico, composta por Renato Russo. Apesar de sido feita em 1978, devido a censura e a crise causada pelo militarismo, ela foi lançada apenas em 1985. A letra ataca diretamente a política vigente, mostrando a angústia vivida pela população naquela época. Apesar de ser uma letra que atingia a ditadura, ela foi tocada em diversas manifestações nos últimos anos, inclusive no protesto dos “Caras Pintadas” contra o governo Collor.

5- Vossa Senhoria – Titãs:

A música Vossa Senhoria foi criada em 2005 no auge da crise do mensalão. Ao contrário do que muitos acreditam, a música não ataca apenas aos governantes, mas também a população – a política pelo corrupção e falta de respeito com o próprio país, a população por, muitas vezes, ser convivente com estes problemas, já que se calam perante tanta crise e injustiça.

6- Racismo é burrice – Gabriel o Pensador:

Gabriel o Pensador é conhecido pelas letras que abortam assuntos polêmicos, tomando posições contra o preconceito, a crise social e econômica que atinge a população. Isso pode ser percebido na música “Racismo é burrice”. Nela ele destaca a situação do preconceito racial ainda existente no mundo. Até hoje, muitos negros sofrem agressões na internet, nas ruas ou na televisão, fazendo com que muitas músicas de protestos brasileiras sejam criadas.



DEIXE UMA RESPOSTA

3 × dois =