O Brasil possui uma diversidade cultura enorme. Em cada estado há bandas, músicos e artistas de diversos tipos, trazendo uma variedade de opções para quem está conectado ao mundo das artes.

Sendo assim, um dos estados que mais proporcionou e ainda oferece um enriquecimento musical, agradando a todos os gostos, é a Bahia. Por isso, hoje, temos o prazer de apresentar a história de uma das bandas de maior sucesso e que, até hoje, influencia novos músicos ao redor do mundo, os “Novos Baianos”.

Novos Baianos:

Foi um conjunto que se originou na Bahia no fim da década de 60 e influenciou a vida de muitos compositores. Eles marcaram o cenário musical brasileiro, utilizando uma mistura rítmica de vários gêneros como a bossa nova, o choro, o rock e o baião. Na época, a banda chegou a lançar oito trabalhos antológicos para a MPB (Música Popular Brasileira) e contava com grandes artistas, dentre eles estavam Moraes Moreira (vocal e violão), Pepeu Gomes (guitarra), Baby Consuelo (vocal), Paulinho Boca de Cantor (vocal) e Luiz Galvão (compositor).

A banda Novos Baianos é considerada, até hoje, pelos críticos, como a melhor banda brasileira existente.

Formação e início da carreira:

O grupo foi formado em 1969 com o projeto “O Desembarque dos Bichos Depois do Dilúvio Universal”, este foi apresentado no “Teatro Vila Velha”, em Salvador na Bahia. No começo, Moraes Moreira foi apresentado ao Galvão por Tom Zé. Em seguida, Baby Consuelo, que não nascida em Niterói, RJ, ao passar as férias em Salvador, conheceu a dupla em uma mesa de bar. Mais tarde Paulinho Boca de Cantor se juntou aos três.

No início, as apresentações eram feitas por um quarteto acompanhado pelo conjunto conhecido como “A Cor do Som”, o qual fazia parte Pepeu Gomes. Ao conhecer o grupo, Pepeu Gomes e Baby Consuelo se casaram e, assim, ele se integrou definitivamente à banda.

O nome se originou quando eles se inscreveram no V Festival de Música Popular Brasileira sem nome e o coordenador do festival, Marcos Antônio Riso, gritou “Chama esses novos baianos”.

Anos 70 e o auge da carreira:

Com o empresário Marcos Lazaro e a gravadora RGE, eles gravaram o compacto “De Veras” e o primeiro long play “É de Ferro na Boneca”. Apesar de terem tido canções que foram temas em filmes, o disco não teve a venda tão extensa quanto era esperado e após a desclassificação no festival, eles foram para o Rio de Janeiro e lá, todos foram morar juntos, conquistando um entrosamento grande entre os integrantes.

Foi em 1971 que a banda lançou seu segundo disco intitulado “Volta que o Mundo dá” e conheceram João Gilberto. Com a visita do cantor, eles sofreram uma forte influência do samba e da bossa nova.

Após a mistura de gêneros aconselhados por João Gilberto, foi lançado o disco “Acabou Chorare” pela Som Livre. Em 2007 este disco foi eleito, pela revista Rolling Stones, como o melhor disco da história da música brasileira.

Após esta etapa, eles passaram a viver em um sítio que recebeu o nome de “Sítio do Vovô”, foi então que lançaram, pela gravadora Continental, o terceiro álbum “Novos Baianos F.C.” que ganhou um filme homônimo de Solange Ribeiro.

Os Novos Baianos se mudaram para uma fazenda em São Paulo a convite de um executivo da gravadora. Lançando, assim, o quarto disco “Novos Baianos”, conhecido por “Alunte”. No entanto, o long play não vendeu como os anteriores e isso gerou uma crise com a gravadora.  Foi então que, Moraes Moreira, resolveu partir para a carreira solo.

A crise e o fim da banda:

Com a saída de Moraes Moreira, Pepeu Gomes passou a ser o exemplo instrumental, lançando o quinto disco “Vamos pro Mundo”. Os próximos dois discos foram lançados a partir da gravadora Tapecar, o que deu início a diversos eventos realizado em trio-elétricos.

O último álbum lançado foi feito através da gravadora CBS, homenageando Ary Barroso e Dorival Caymmi. Aos poucos a banda foi se dissolvendo, chegando ao fim em 1979. Muitos dos integrantes seguiram carreira solo.

Após o fim, alguns integrantes se uniram para participar de apresentações com outros cantores. Mas foi em 1997, que a formação original se juntou e lançou o disco duplo “Infinito Circulare”.

Essa foi sem dúvida uma banda que marcou o cenário da música brasileira e que será lembrada por todos os fãs. Se você já ouviu falar dessa banda, então comente abaixo sobre o que você ouviu.

curso de bateria online - bruno graveto



DEIXE UMA RESPOSTA

3 + 11 =