A música faz parte do mundo desde a antiguidade. Existem diversas canções e melodias que foram criados séculos atrás para diversas ocasiões e eventos. Com isso, é de se esperar que alguns instrumentos possam ser mais velhos do que a nossa imaginação possa alcançar. Por isso, hoje, vamos mostrar 10 instrumentos da Idade Média que certamente você não sabia que eram tão antigos.

Se você gosta de música e deseja conhecer mais sobre os aparelhos usados para compor as canções da Era Medieval, então fique atento à lista que está mais abaixo.

Instrumentos da Idade Média:

1- Flauta Reta:

Flauta Reta

A flauta é um dos instrumentos mais apreciados dos últimos anos. O que poucos sabem é que, assim como nos filmes, a flauta também era usada séculos atrás. As chamadas de flauta reta englobam: flauta doce de 8 furos, um destinado ao polegar e a flauta de 6 furos com agudo feito através de harmônico. Na Idade Média, este aparelho era classificado como som leve e baixo.

Veja também:

10 instrumentos diferentes que fascinam o mundo musical

Berimbau: Um instrumento africano que faz parte da cultura brasileira

Ukulele: instrumento havaiano que conquistou o Brasil

Curso de Bateria Online – Bruno Graveto

2- Flauta Transversal:

Flauta Transversal

Assim como a flauta reta, a transversal também tem uma idade bem avançada. Este instrumento está presente ao menos desde o século XI, foi pela primeira vez representado no manuscrito d´Herrade de Landsberg.

3- Cornamusa:

Cornamusa

Este, com certeza, é um dos instrumentos menos conhecidos pelo público leigo. Para quem não conhece, o Cornamusa é um aparelho de sopro que consiste em um chalumeau melódico dotado de palheta dupla acoplado em um reservatório feito de odre ou saco. Para que o som possa ser ouvido, o ar entra por este reservatório através de um tubo que possui uma válvula, impedindo o retorno do sopro.

4- Viela de arco:

Viela de arco - vièle - fiddle - giga - lira

Os instrumentos de cordas da Idade Média começaram a ser usados no século X e carregava o nome de vièle, fiddle, giga e lira. Alguns historiadores mostram que o arco foi levado para Europa pelos árabes. A viela de arco pode apresentar diversas formas e possui de três a cinco cordas. Alguns músicos apoiam este aparelho nos ombros enquanto outros escolhem o joelho como fonte de apoio.

5- Viela de roda:

Viela de roda - symphonia

Esta viela utiliza uma roda ao invés do arco que fricciona as cordas sob uma manivela. Este instrumento também pode ser chamado de symphonia. As cordas são encurtadas por teclado.

6- Alaúde:

Alaúde

Este instrumento da Idade Média só foi introduzido na Europa no século XII, pelos mouros e se espalhou por diversos países europeus recebendo muitos nomes ao longo de sua jornada.

7- Harpa:

Alaúde

A Harpa faz parte de muito contos e fábulas, principalmente quando existe personagens angelicais. Isso se deve ao som suave transmitido. Apesar das estórias, este instrumento, na vida real, é considerado o mais antigo de todos da Era Medieval e veio através dos monges irlandeses. Ela tem um formato aproximadamente triangular e as cordas são fixadas em cravelhas, podendo ser de 7 a 25.

8- Percussão:

Percussão

Este é um dos instrumentos mais tocados atualmente já que ele possui uma melodia que combina com diversos gêneros musicais. Antes do século XII ele só era ouvido nos mosteiros. A partir de então, ele apareceu na Europa proveniente do Oriente.

9- Rabeca:

Rabeca

Outro instrumento de corda da Idade Média é a rabeca. Esta, por sua vez, possui cordas friccionadas com caixa monóxila, sendo uma peça de madeira. As formas podem ser diversas e seu som é agudo e penetrante.

10- Saltério:

Saltério

Outro aparelho pouco conhecido é o saltério. Sua primeira aparição foi em uma escultura da Catedral de Santiago de Compostela, no século XII. As cordas, neste aparelho, são estendidas em todo seu comprimento acima da caixa de ressonância. O músico toca este instrumento, pinçando os dedos ou usando um plectro.

Estes instrumentos da Idade Média, apesar de não serem tão comuns quantos os aparelhos tradicionais, fazem diferença quando são introduzidos em um concerto, pois eles proporcionam uma melodia diferenciada, agregando valor à música.

curso de guitarra - kit guitarra completa


DEIXE UMA RESPOSTA

15 + quinze =