O samba é um ritmo musical que com certeza agradou tantos os brasileiros quanto o resto mundo. É muito comum ouvir esse som em festa, eventos e comemorações. Por isso, este artigo irá mostrar como surgiu o samba e contar um pouco deste ritmo que conquistou tantos admiradores.

Conheça também outro ritmo brasileiro bastante popular, o Forró.

O samba:

O samba é um gênero musical que possui raízes africanas e surgiu no Brasil, tornando-se uma das manifestações culturais mais populares do país. Ele deriva de uma dança que acompanha o ritmo de pequenos refrãos do tão conhecido samba de roda, originado na Bahia.

Este ritmo tornou-se popular, pois era considerado um símbolo da cultura negra brasileira e foi na segunda metade do século XIX que ele chegou, junto aos negros no Rio de Janeiro, até então capital do Brasil Imperial.

Nesta cidade, por causa dos escravos libertos e suas danças, o samba entrou em contato com outros ritmos populares da região como a polca, o maxixe e o xote. Em 1917, um fato marcou para sempre a entrada do samba na sonoridade brasileira, a canção “Pelo Telefone”, cuja letra era da dupla Mauro de Almeida  e Donga, foi gravada neste ano, sendo considerado o primeiro samba registrado na história. Foi a partir deste fato que o gênero se espalhou para o resto do país.

Característica do gênero musical:

Como qualquer outro ritmo, o samba também possui suas peculiaridades. Ele é considerado uma bela mistura de origem africana e brasileira, dando um toque diferenciado em seu ritmo. Geralmente, é tocado com instrumentos de percussão, acompanhado de violão ou cavaquinho. As letras são bem distintas, podendo contar histórias reais dos músicos de ruas, como histórias fictícias demonstrando, muitas vezes, fatos sociais.

Atualmente, muitos cantores de samba incrementaram esse ritmo, acrescentando outros tipos de letras e instrumentos, oferecendo uma melodia diferenciada e enriquecida.

Primeiros sambistas:

Este gênero passou a ser conhecido, se tornando o principal ritmo tocado nas ruas e nos carnavais. Apenas na década de 30 é que o samba passou a fazer parte das rádios, tocando assim, grandes músicos do ritmo como Cartola, Noel Rosa e Adoniran Barbosa. Com a proporção em que ele foi se espalhando, entre os anos de 1970 e 1980 surgiu à nova geração de sambista, dando destaque a grandes nomes como Chico Buarque, Paulinho da Viola, Elza Soares e João Nogueira.  Com o tempo foram surgindo outros nomes como Pixinguinha.

Sambas das cidades:

Muitos acreditam que o samba é único, no entanto há uma variação quanto sua melodia e letra. Sendo assim, os ritmos mais populares são:

  • Samba Baiano: O samba da Bahia possui influência, principalmente, do Iundu e do maxixe. Sua letra é mais modesta e possui uma melodia animada e repetitiva. Além disso, o samba de roda possui uma forte influência africana, acrescentado palmas e cantos e o ritmo segue ao som de diversos outros instrumentos, além dos tradicionais, como o berimbau.
  • Samba do Rio de Janeiro: O samba carioca está envolvido com o cotidiano dos morros. Suas letras são bem-humoradas e voltadas para as vidas e dificuldades dos moradores locais.
  • Samba paulista: Apesar de ser um samba menos conhecido dos três, o samba ganha uma mistura de raças. As letras são mais elaboradas e cheias de sotaques. Além disso, possui forte influência italiana.

Estilos do gênero:

Há alguns estilos em destaque como:

  • Samba de partido alto: É o tipo mais utilizado pelo samba carioca, pois falam sobre a vida dos morros e regiões carentes. Muito usado pelos grandes sambistas.
  • Samba de gafieira: Criado em 1940, este estilo tem uma elaboração em sua melodia mais sofisticada, pois utiliza o auxílio de uma orquestra. Tem um som rápido e uma batida mais forte, muito usado nas danças de salão.
  • Samba-enredo: Surgiu no Rio de Janeiro na década de 30 e está ligado diretamente aos temas das escolas de sambas, seguindo assuntos culturais e sociais.
  • Samba-canção: É um estilo pouco usual em festas já que se trata de melodias mais românticas e lentas com letras sentimentais. O samba-canção passou a ser conhecido na década de 1920 e tomou conta dos apaixonados da época como o Luís Peixoto.

Este gênero musical é um dos mais ouvidos nos dias atuais, ganhando cada vez mais espaço entre os jovens.

Mostre que você também gosta de samba. Comente abaixo sua paixão pelo samba.

 



DEIXE UMA RESPOSTA

4 × 3 =