“Quanto mais você sua no treinamento, menos você sangra no campo de batalha”. A frase forte do general norte-americano George S. Patton, um dos líderes dos fronts na 2ª Guerra, não é exatamente o que podemos chamar de doce, mas nos é extremamente útil para ilustrar o quanto é fundamental se preparar antes de se jogar ao desconhecido. É justamente a ausência de capacitação adequada que explica não somente as baixas de guerra, mas também as altas taxas de mortalidade das empresas, em todos os países que estimulam o empreendedorismo. Na verdade, no Brasil, os números são particularmente mais assustadores: 52,5% das empresas do país fecham as portas antes de completarem 4 anos!

Ocorre que muitos empreendedores não se preocupam em fazer um curso de empreendedorismo e abrem uma empresa sem a menor noção de Gestão, Direito, Contabilidade e Finanças, disciplinas básicas a qualquer cidadão que almeja sucesso no universo empresarial.

Muitos nem sequer têm um plano de negócios, que serve não somente para guiar os rumos da empresa, mas também para facilitar a obtenção de crédito e receber aportes de investidores-anjo (no caso das startups). Uma pesquisa do Sebrae, feita em 2014, mostrou que por mais incrível que pareça 38% dos empreendedores que faliram antes dos 5 anos de vida não sabiam sequer quais concorrentes teriam.

Oras! É possível chegar ao destino em um barco sem leme e sem bússola? E sem noção de navegação ou dos movimentos dos ventos? Pensando nessa característica típica do brasileiro, de se lançar ao mar antes de descobrir se sabe nadar, vamos listar abaixo 5 motivos que explicam por que fazer um curso de empreendedorismo é absolutamente fundamental para o sucesso do empresário e por que você não pode nem pensar em deixar para amanhã!

Conhecer o mercado e a concorrência

Já que estávamos ilustrando o universo empresarial com o ambiente de guerra em virtude de suas similaridades, vamos manter a mesma linha. O filósofo chinês Sun Tzu, que viveu no longínquo século I a.C., ensina por meio de sua obra mais famosa, A Arte da Guerra, que “se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece, mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas”.

Faz todo sentido no nosso contexto, não? Conforme citado acima, como um empreendedor pode estabelecer vantagem competitiva no mercado se sequer sabe como seus rivais se comportam? Outras questões que devem ser respondidas antes de começar a empreender são:

  • Em quais localidades sua empresa teria maior potencial de captação de clientes?
  • Onde a concorrência é mais agressiva?
  • Quais os pontos fracos dos rivais?
  • Quais fatores macroeconômicos podem influenciar nos resultados futuros?
  • Como se preparar antecipadamente para lidar com eles?

Um curso de empreendedorismo pode oferecer essas respostas!

Aprender a montar um bom plano de negócios

Um plano de negócios deve conter a missão da empresa, sua visão e seus valores. Deve explicar o que será feito, quais estratégias serão desenvolvidas para o alcance dos objetivo, qual é o perfil do público-alvo de interesse, os diferenciais competitivos da empresa, além das formas de financiamento. É o verdadeiro mapa de ação do empreendedor de sucesso.

Mas montá-lo, evidentemente, exige preparação. Exige compreender sua utilidade e como utilizá-lo para, por exemplo, angariar um bom aporte financeiro de uma joint venture.

Veja também:

7 melhores filmes sobre empreendedorismo que irão te inspirar

7 dicas para empreender em um e-commerce

Quer abrir um negócio? Confira antes essas 8 dicas

Compreender seu nicho de mercado

Quais são as necessidades de seu cliente? O que ele enxerga de fraqueza nos produtos ou serviços da concorrência? Como posso suprir esses gaps de eficiência e ganhar espaço no setor?

É fundamental para um empreendedor se preocupar se o seu projeto é realmente interessante a um determinado target, ou só a ele mesmo. É preciso ter essa visão de negócios — e um bom curso de empreendedorismo é capaz de estimular esse “faro” para o business.

Aprender a se planejar

Gerenciar uma empresa é tarefa hercúlea, ainda mais no Brasil. Altíssima carga tributária, complexidade legal que beira o incompreensível, falta de políticas de estímulo e financiamento: vencer em um mercado como o nosso exige treinamento aguçado em gerenciamento de recursos, capacidade de antever movimentos futuros do mercado, saber quais ações oferecem o melhor retorno sobre investimento e implementar ferramentas tecnológicas que facilitem todo esse processo decisorial (como os atuais softwares de Business Intelligence).

Reduzir os estoques para economizar recursos e correr o risco de desabastecimento, ou aumentar os estoques e deixar dinheiro parado? Baixar a qualidade dos insumos e vender mais barato, para captar mais clientes, ou não abrir mão da qualidade máxima, mas aumentar os custos e ter que repassar isso ao consumidor final? Estes são apenas alguns dos trade-offs do empreendedor, que precisa saber lidar com eles por meio de conhecimento aprofundado de gestão e planejamento. Tudo isso não vem de graça, mas sim por força de muito treinamento.

Ter senso de realidade e enxergar o longo prazo

Uma das características mais marcantes dos empreendedores brasileiros é o otimismo. Isso é louvável, até o ponto em que se torna uma utopia cega, sem base técnica, em que todas as ações são calcadas no “feeling”. Percepção do negócio é importante, mas é preciso ter técnica e senso de realidade.

Acreditar que sua ideia vai dar certo sem embasamento e estudo prévio é assinar a certidão de óbito de sua carreira de empreendedor. É preciso ter autodomínio para não gerar uma fantasia empresarial, mostrando ao consumidor um produto ou serviço de qualidades e especificidades que não serão entregues.

Outro problema típico dos empreendedores iniciantes é sua ansiedade e falta de hábito de pensar no longo prazo. Os olhos do empresário de sucesso devem estar no presente, mas sem perder de vista os objetivos finais.

E por falar em curso de empreendedorismo… Quer continuar aprimorando seus conhecimentos profissionais e conhecendo as oportunidades de mercado para se tornar dono de seu próprio negócio? Que tal então descobrir como vencer no mundo business com o curso Academia do Importador – Importando Roupas de Marca? Sucesso e até breve!



DEIXE UMA RESPOSTA

14 + um =