A produtividade é um dos objetivos mais buscados por empresários, trabalhadores e estudantes. Apesar de isso parecer simples, muita gente encontra dificuldades na gestão de tempo para fazer o que precisa ser feito, seja pela falta de motivação ou pelo excesso de procrastinação. Se você sofre com isso ou simplesmente quer se tornar mais produtivo, conheça o método GTD e saiba como utilizá-lo!

O que é o método GTD e como funciona?

O método GTD — sigla para “Getting Things Done” ou “Fazer com que as Coisas Aconteçam”, em tradução livre — é um método de produtividade criado por David Allen e muito utilizado em todo o mundo.

Essa técnica se baseia principalmente na eliminação do estresse como fonte para a procrastinação. Trata-se de estabelecer o que seria uma espécie de linha de produção, com uma lógica a ser seguida que facilite a conclusão de tarefas para a realização do trabalho como um todo.

Por que o método GTD funciona?

De maneira geral, o método funciona porque não exige nenhuma habilidade a mais, nem um esquema complicado ou difícil de seguir. Além disso, ele atua diretamente no estresse e na ansiedade que assolam muitas pessoas: preocupados com as tarefas que ainda precisam ser feitas, muitos acabam perdendo o foco para concluir a tarefa do momento, atrasando o planejamento e derrubando a produtividade a níveis baixíssimos.

Além disso, ele pode ser utilizado em todos os setores da vida, assim como para diferentes atividades. Por ser versátil, ele garante uma organização e centralização de tudo aquilo que você precisa fazer para conseguir que as coisas fiquem prontas.

Como implementar no dia a dia?

Para programar o método GTD no seu dia a dia é preciso seguir cinco passos principais, responsáveis por garantir que você realize tudo o que deve ser feito.

Captar

Em um quadro de anotações, um caderno ou uma planilha no computador, você anote tudo o que está demandando sua atenção de alguma maneira. Tire um tempo para pensar em quais são suas obrigações e o que seu cérebro o está “obrigando” a fazer, ainda que não seja uma tarefa imediata. Anote todas essas tarefas ainda sem se preocupar com a ordem.

Analisar

Com todas as tarefas anotadas, você analise cada uma para saber o que pode ser feito — ou se algo pode ser feito a respeito. Veja quais são as tarefas mais simples, quais exigem outras tarefas, quais não dependem de você ou não podem ser feitas e quais podem ser delegadas.

Depois dessa análise, comece a delegar tudo aquilo que pode ser realizado por outra pessoa e risque da sua lista aquilo que não pode ser feito por você. O que puder ser feito imediatamente, faça. O que não puder, coloque na lista de seus afazeres e defina prioridades.

Organizar

Agora que você sabe quais tarefas devem ser cumpridas, é hora de organizá-las do jeito que for conveniente. Você pode dividi-as por local de execução, por recursos para execução ou por horário. O ideal é agrupar tarefas de modo a realizá-las o mais rápido possível, garantindo que você consiga aumentar a produtividade.

Executar

Com tudo pronto, basta começar a executar as tarefas de maneira ordenada e seguindo o planejamento. Como tudo está devidamente organizado e planejado, você não precisa se preocupar ou manter um nível elevado de estresse, já que basta se manter fiel ao plano para garantir que tudo será feito como o necessário.

Revisar

Você também deve fazer revisões antes e depois de começar a executar, para garantir que tudo está correndo como você deseja ou que nenhuma modificação é necessária. Essa revisão, inclusive, é bastante importante para quando surgem tarefas urgentes ou imprevistas, garantindo que tudo seja realizado sem prejuízos.

O método GTD é um dos métodos de produtividade mais utilizados no mundo devido a sua grande versatilidade e facilidade de ser planejado e executado. Diminuindo os níveis de estresse e ansiedade sobre a realização de tarefas, a produtividade aumenta e, com isso, conseguem-se melhores os resultados. Você já tinha ouvido falar sobre o método GTD? O que achou? Comente e participe!

 



DEIXE UMA RESPOSTA

dezoito − 17 =