Recall de carros deve ser atendido pelo motorista para manter a segurança, mas por quê?

Quem compra um automóvel espera ter segurança na hora de se locomover. Entretanto, uma das características principais do veículo pode vir comprometida de fábrica e colocar em risco a proteção de todos os ocupantes. Nessa situação, as montadoras convocam um recall de carros.

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, o direito à informação e à segurança são direitos básicos quando se trata da compra de qualquer produto, inclusive o tão sonhado carro próprio. Se o veículo possuir algum item comprovado que seja capaz de colocar em cheque a proteção, a preservação da vida, a saúde, a integridade ou a segurança dos proprietários, a montadora é obrigada a anunciar um procedimento gratuito batizado de recall, ou seja, informar o público e convocá-lo para a resolução dos defeitos.

Para evitar os acidentes de consumo, quem comprou um veículo que está na lista do recall, mesmo que tenha acabado de retirá-lo na concessionária, deve comparecer aos locais indicados para sanar o problema. A ação é uma questão de segurança e deve ser feita o mais rápido possível.

homem dirigindo carro na estrada

Por que atender o recall de carros?

Ao ser atingido pelo recall de seu veículo, o motorista deve atender ao chamado imediatamente. Caso o chamado não seja atendido, todos os passageiros estão sujeitos a sérios danos em virtude de produtos defeituosos. Se algum acidente relacionado acontecer ou já tiver acontecido, o consumidor pode entrar com um recurso judicial para ressarcimento.

A reparação do defeito que o veículo apresenta é de responsabilidade da fabricante. Tanto é que, para isso, a comunicação é feita em ampla escala, com anúncios em TV, rádio e jornais. Caso os consumidores não atendam a solicitação, as empresas continuam a investir em estratégias capazes de levá-los aos postos indicados, já que não há prazo para o reparo ser efetuado.

consertando o veiculo no recall de carros

Uma vez realizado o conserto, o proprietário do veículo deve exigir o comprovante do procedimento para deixá-lo guardado. Eventualmente, se o carro for vendido, o documento deve ser repassado para que o novo dono do veículo.

Para saber se o seu automóvel está na lista do recall, os sites regionais do Procon contam com um banco de dados com todas as chamadas realizadas. Já o site do Denatran permite consultar o recall por montadora, enquanto que no site do Ministério da Justiça exibe a documentação para todos os chamamentos em aberto. Além disso, nas páginas on-line das montadoras é possível obter acesso às informações sobre seu modelo, se for o caso.

Denatran indica recall de carros por fabricante de veiculos

Por que tantos Recalls?

Só em 2015, foram convocados 2,82 milhões de carros e motos no Brasil para voltar às concessionárias em 110 anúncios abertos no ano. De acordo com o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, no mundo, apenas 60% dos chamados de recall são atendidos pelos consumidores, o que explica o comparecimento de apenas 1,78 milhão veículos até o momento. Modelos mais antigos ou que acabaram mudando de dono são os que menos aparecem.

Entre os chamados mais comuns, de 2013 para cá, estão os airbags considerados mortais, com mais de 1 milhão de convocações no último ano. Durante a abertura, o equipamento poderia lançar pedaços de metal nos ocupantes, causando ferimentos graves e mortes. De acordo com as montadoras, a culpa para este e outros recalls está nos componentes terceirizados, já que até 2.500 deles são comprados de outras empresas, que, por sua vez, possuem outros fornecedores e assim por diante. Mesmo com as certificações desses produtos, a vida útil é curta, e a necessidade de produzir mais e comercializar novos lançamentos pode fazer com que a verificação fique para trás em muitos casos. Além disso, os testes de qualidade continuam acontecendo mesmo quando o veículo já não é mais uma novidade, o que pode fazer com que seja notado um problema que ainda foi identificado nas ruas.

airgabgs são uma razão comum no recall

O que fazer se o seu carro for chamado?

Para atender ao chamado, o proprietário do veículo deve agir como se fosse passar por uma revisão comum: após entrar em contato com a concessionária responsável e explicar a situação, é só agendar e comparecer ao local no dia e horário combinado.

recall de carros e gratuitoO serviço de recall de carros é gratuito, mas algumas revendas aproveitam o momento para sugerir novos serviços, mediante pagamento. O motorista não é obrigado a aceitar para ter direito ao procedimento de segurança para o consumidor.

Em alguns casos, é relatada a demora no atendimento para o recall. Isso acontece porque, identificado o defeito, a empresa é obrigada a anunciar a convocação, mas o conserto vai depender do estoque de peças, que, frequentemente, demora a chegar. Isso pode causar impaciência no motorista, e, para evitar, a fabricante pode impor uma data para o início da operação.

Seguro auto dá ainda mais proteção

seguro auto em mais seguroMesmo depois de passarem pelo recall, os carros ainda estão sujeitos a uma série de inseguranças que já não são mais responsabilidade do fabricante, mas sim dosacontecimentos da rotina. Furos no pneu, panes elétricas, falhas mecânicas, furtos e roubos são só alguns dos perigos que não estão relacionados ao recall de carros e que só podem ser resolvidos com um seguro auto.

Publicidade

montar um negócio na internet

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here