Muito se diz sobre o ovo. Mas nem tudo é verdade. Nesta matéria vamos esclarecer alguns dos mitos mais comuns sobre este alimento e se este é mesmo de fato saudável ou não.

Siga a Proddigital Saúde no Twitter >>>

Mitos sobre o ovo que vamos desvendar

1 – Não se deve comer mais do que dois ovos por semana?

Um estudo publicado no jornal científico Medical Science Monitor, em 2007, concluiu que a ingestão de um ou mais ovos por dia não aumenta o risco de problemas cardíacos entre adultos saudáveis.

2 – Quem tem colesterol elevado não deve comer muitos ovos?

O aumento do mau colesterol é influenciado por diversos fatores, nomeadamente a predisposição genética, obesidade, tabagismo, sedentarismo, alimentação pobre em fibras e rica em gorduras saturadas. Para além disso, a ingestão de ovos não favorece diretamente o aumento do mau colesterol uma vez que 70% dele é produzido pelo fígado e influenciado pelos fatores anteriormente referidos.

Estudos recentes têm evidenciado os efeitos benéficos do ovo, desvinculando a questão do colesterol e doença cardíaca, demonstrado que o consumo diário de ovo não afeta o perfil lipídico e pode inclusive melhorá-lo. A investigação sugere que nem todo o colesterol do mesmo é absorvido no nosso organismo e que a sua proveniência é multifatorial.

3 – O ovo ajuda a prevenir doenças?

Estudos realizados no Canadá, na Universidade de Alberta, mostraram a capacidade do ovo na prevenção de doenças cardiovasculares, graças às suas propriedades antioxidantes. Deste modo, pessoas saudáveis podem comer até um ovo por dia, desde que pratiquem uma alimentação saudável e que, com isso, não ultrapassem o limite de 300mg de colesterol diários provenientes da alimentação.

O ovo surge, assim, como um excelente alimento para substituição pontual de uma outra fonte proteica (por exemplo carne ou peixe).

Veja também:

Alimentos que deve comer diariamente – Sabe quais são?

4 – O ovo é um alimento muito calórico que engorda?

Segundo dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, um ovo médio (55g) cru tem pouco mais de 70 kcal, um valor calórico baixo. Além disso, apresenta uma boa composição nutricional pois apresenta 13 nutrientes essenciais, sendo também uma excelente fonte de proteínas de alto valor biológico.

A proteína promove a saciedade e a sua composição em triptofano, um aminoácido percursor da serotonina, inibe a sensação de fome, podendo ajudar assim na perda de peso. Desse modo, ao ingerir um ovo pela manhã, as pessoas sentem-se mais saciadas, diminuindo assim a quantidade de calorias ao longo do dia.

5 – Os ovos podem ajudar a perder peso?

Os ovos podem ser um excelente aliado num regime para perda de peso, desde que confecionados sem gordura e integrados num regime de alimentação saudável.

Veja também:

Programa Fator da Perda de Peso mais vendido nos Estados Unidos

6 – A clara é mais saudável que a gema?

A clara e gema apresentam composição nutricional diferente mas complementam-se. A maioria da proteína do ovo está presente na clara, sendo também constituída por água, vitaminas do complexo B e minerais, como o fósforo e o selénio. A gema, por outro lado, contém proteína, gordura e vitaminas (A, D, E e K) – que nos fornecem 10 a 20% da dose diária recomendada de vitaminas lipossolúveis. Deste modo, a riqueza nutricional do ovo está no seu todo.

7 – Qual a melhor forma de comer ovo?

Prefira os cozidos ou escalfados, ou omeletas/ovos mexidos feitos em frigideira antiaderente, sem adição de gordura, no máximo coloque um fio de azeite (1 colher de café é suficiente).

E você inclui ovos na sua alimentação diária? Quantos come por semana? Compartilhe conosco.

Ebook Grátis - 39 Receitas para Emagrecer


DEIXE UMA RESPOSTA

vinte + dezessete =