Todos nós conhecemos muita gente que está sempre a dizer “não comas isso que faz mal para a saúde e vai arruinar a tua dieta”. Pois bem, resolvemos fazer uma lista com 8 alimentos que afinal fazem bem para a saúde e sempre nos disseram para não comer. Vamos a isso.

8 alimentos que fazem bem para a saúde

1 – Malagueta

O picante, por ser tão forte e intenso, pode, facilmente, ser confundido com algo que faça mal à saúde. Mas isto não é verdade e o que acontece é, precisamente, o contrário: ajuda a emagrecer, é anti-inflamatório, antibacteriano, antioxidante. O picante tem um efeito termogénico, porque aumenta a temperatura corporal, sendo esta característica que faz com que ele ajude a emagrecer. Isto acontece porque o organismo gasta mais energia a repor a temperatura normal.

2 – Chocolate

Por ser um antioxidante, o chocolate ajuda a diminuir o mau colesterol, o que previne enfartes e baixa os riscos de um AVC. Os flavonoides são um dos compostos mais benéficos do cacau, que fazem com que ele tenha este poder antioxidante. São um pigmento natural que está sobretudo presente nas plantas e que as impede de oxidar. Têm o mesmo efeito no corpo humano.
O chocolate contém também minerais como magnésio e potássio e algumas vitaminas como a do complexo B, com efeitos, sobretudo, a nível psicológico contribuindo para uma saúde mental e emocional equilibrada, sendo, por isso, útil em casos de depressão.

3 – Óleo de Coco

Este é um alimento funcional, extraído do coco, que pode ser refinado (feito com coco seco) ou extravirgem (feito a partir do fruto fresco). É preferível a sua utilização à de outras gorduras porque, embora tenha uma elevada quantidade de gorduras saturadas, as mesmas são absorvidas pelo corpo, principalmente pelo fígado, sendo convertido em energia — logo, não se acumula em forma de gordura.

Mesmo assim é preciso ter cuidado, porque um consumo excessivo pode causar aumento de peso e de colesterol, mas na medida certa, traz várias vantagens para a saúde: deixa-nos saciados, tem dois ácidos (ácido láurico e ácido cáprico), que têm a propriedade de equilibrar o sistema imunológico, evita a prisão de ventre e melhora a elasticidade da pele.

4 – Pistachos

Antes de se falar nos seus benefícios, era normal associarem-se os frutos secos a algo gorduroso e cheio  de sal, ideal para momentos em que estamos com os amigos a ver um jogo, ou a beber um choupe. Neste caso, não são saudáveis, mas na sua forma original, são. E muito, sobretudo devido ao facto de serem muito ricos em gorduras boas, essenciais ao bom funcionamento do organismo.

Os pistachos estão incluídos neste grupo, pois eles estão cheio de propriedades benéficas, sendo muito rico em minerais como o potássio, o cálcio, o fósforo, o ferro e o magnésio, e tendo além disso fibra, e, por isso, é um ótimo laxante natural.

Veja também:

50 Receitas Para Emagrecer De Vez

10 maneiras de obter proteínas sem comer carne

Verdades, mitos e informações sobre a dieta

8 alimentos para plantar em casa e ter uma Alimentação Mais Saudável

5 – Café

Durante muito tempo o café foi mal visto. Agora, cada vez mais surgem estudos que vêm comprovar o contrário. O café melhora a memória — acreditando-se também que pode prevenir o aparecimento de doenças como Alzheimer e demência —, é muito rico em antioxidantes que protegem  o organismo dos radicais livres, estimula os músculos, é bom para a prisão de ventre, alivia o stress e, por ser rico em ácido clorogénico, ajuda na redução da glicose e insulina, sendo uma ótima bebida para diabéticos tipo 2. No consumo de café, você deve ter cuidado com a quantidade de açúcar que coloca.

6 – Ovos

Sempre houve muitos mitos em redor do ovo: dizia-se que em excesso eram prejudiciais à saúde por questões de colesterol e do fígado. Este é outro mito que tem vindo a ser desmentido. Cada vez mais se admite que o ovo é um alimento fundamental numa dieta equilibrada e variada.

É uma fonte de proteína tão válida como a carne, ou o peixe, que contém 7,2 gramas deste nutriente de alto valor biológico que é utilizada quase a 100% pelo organismo. Além disso, é rico em vitaminas A, C, D, E e do complexo B e os minerais — como sódio, potássio, cálcio, fósforo, magnésio, ferro e zinco.

7 – Abacate

O abacate era um fruto temido pela quantidade de gordura que ele tem. Contudo, cada vez mais entra na alimentação das pessoas. A sua má fama está a desaparecer e os benefícios estão a tornar-se populares:  é muito rico em ácidos gordos, em glutationa, que é um poderoso antioxidante, em cálcio, que combate a osteoporose, ferro, que combate a anemia, e ajuda na formação dos glóbulos vermelhos e fósforo, que junto ao cálcio ajuda na mineralização dos ossos.

A juntar à lista: reduz o colesterol, ajuda a regular o sistema digestivo e é anti-inflamatório. O abacate é também um alimento que fornece muita energia e, por isso, ajuda a ter uma boa saúde mental.

8 – Manteiga de amendoim

É rica em gorduras boas, que são as monoinsaturadas e polinsaturadas sendo estas gorduras que permitem baixar o colesterol LDL, que é o mau, e prevenir o risco de doenças cardiovasculares. Além disso, esta manteiga é muito rica em proteína, hidratos de carbono complexos, vitaminas e antioxidantes.

Mas há uma característica presente em qualquer manteiga de amendoim: todas são muito calóricas, logo, se não forem ingeridas na forma e altura certas podem significar um aporte calórico exagerado, que leva a um aumento de peso. Isto acontece porque o amendoim é uma oleaginosa, que tem muita gordura.

Esperamos que com esta matéria você tenha entendido que os riscos de consumir este alimento são poucos para a saúde e que deve utiliza-los com moderação no seu dia-a-dia. Qualquer questão diga para agente. E curta nossa página no Facebook.



DEIXE UMA RESPOSTA

20 + 6 =