Anteriormente, falamos sobre como acabar com quedas de cabelos, mas agora iremos entender o que é alopecia auto induzida e como realizar o tratamento dessa doença.
A queda de cabelo é um problema que atinge diversas pessoas, por isso, é fundamental conhecer o tipo de queda está ocorrendo e procurar ajuda o mais rápido possível, antes que a perda dos fios aumente, trazendo mais complicações.

Siga mais dicas da Proddigital Saúde no Twitter >>>

Alopecia auto induzida:

A Alopecia auto induzida, também conhecida como Tricotilomania, é um problema que ocorre devido ao ato de arrancar os fios de cabelos de forma voluntaria. Em casos mais sérios, o indivíduo pode criar este hábito, puxando também, fios das sobrancelhas e cílios. Trata-se de um ato compulsivo, onde os cabelos e/ou pelos do corpo são arrancados pela própria pessoa.

Em algumas pessoas a Tricotilomania é algo mais brando e possui um simples tratamento, no entanto há pessoas que o impulso se torna mais forte e apenas com a ajuda de um profissional ela pode obter a cura.

Segundo o Manual Merck (livro sobre diagnósticos e tratamentos publicado em 1966), essa doença pode atingir até 2% da população, e afeta principalmente as mulheres.

Causas:

A causa exata do problema ainda não foi diagnosticada, o que se sabe é que podem ocorrer certos fatores que provoca a tricotilomania na pessoa, como:

Causa genética: Acredita-se que certos fatores genéticos podem desencadear este transtorno.

Problemas psicológicos: Outro fator que pode ser primordial para o surgimento da Alopecia auto induzida é o psicológico. Quando o indivíduo está passando por situações estressantes ou traumáticas, pode desenvolver essa compulsão.

Questões infantis: Muitos dos afetados por essa doença são crianças, de ambos os gêneros, por isso, é comum que a pessoa com alopecia auto induzida tenha criado esse costume ainda na infância.

Veja também:

8 alimentos que ajudam a combater o estresse

Estresse no trabalho – Saiba como combater esse mau que prejudica a sua produtividade

A tricofagia:

Em alguns casos, é comum que o tricotilomaníaco evolua o quadro, obtendo a tricofagia, trata-se do hábito de brincar com os fios arrancados, enrolando eles nos dedos, alisando, levando a boca e, inclusive, engolindo os fios. Isso causa a evolução do problema, provocando, dores abdominais, vômitos, obstrução intestinal e, até mesmo, sangramentos internos, que às vezes exige uma intervenção cirúrgica. Além disso, a tricofagia pode ser fatal caso a pessoa não consiga ser diagnosticada e tratada a tempo.

Tratamento:

O primeiro passo para o tratamento é reconhecer o problema. Muitos tricotilomaníacos conseguem encerrar essa mania por conta própria, no entanto, em casos extremos é imprescindível procurar ajuda de um profissional. Após ter sido feito o diagnóstico de maneira eficaz, é importante seguir o tratamento de acordo com o médico.

1- Ajuda terapêutica: O tratamento mais indicado nestes casos é o terapêutico, pois um dos principais motivos do aparecimento dessa alopecia pode ser psicológico. Em situações mais agravantes, a ajuda psiquiatra pode ser mais eficiente.

2- Administração de medicamentos: Em alguns tratamentos, o uso de medicamentos como antidepressivos podem ser essenciais para obter a cura dessa doença. Porém, é necessário procurar um profissional da saúde para obter a medicação mais adequada.

3- Ajuda dermatológica: Além da contribuição psicológica, o dermatologista pode indicar remédios como o minoxidil para estimular os folículos capilares dos novos fios, ajudando os cabelos a crescerem mais fortes e saudáveis.

4- Prótese capilar: Muitas vezes a região afetada pelo hábito de arrancar os fios fica exposta, causando constrangimento. Quando ocorrer isso, o uso de prótese capilar pode ser uma solução, pois resolve problemas estéticos enquanto os cabelos não crescem.

5- Grupos de apoio: Existem grupos de apoio que possibilitam uma possível cura. Por isso, é fundamental procurar apoios de pessoas que já sofreram esse trauma.
Além dos tratamentos e causas citadas acima, é importante ressaltar que a prevenção é a melhor maneira para não adquirir péssimos hábitos. Apesar de existir uma maneira específica para prevenir estes tipos de situação, aprender a lidar com os estresses e traumas alivia a tensão, evitando assim, o aparecimento da alopecia em pessoas com predisposição.

Se você está começando a desenvolver a tricotilomania, tente não levar as mãos aos cabelos, distraia a mente com outras coisas que aliviam a tensão como ler um livro ou ouvir uma música e, acima de tudo, evite levar os fios soltos à boca para que não ocorram problemas mais graves.

Você tem esse problema? Esta fazendo tratamento? Conte para nós nos comentários abaixo qual tratamento está fazendo e ajude outras pessoas que também tem esse problema.

Acabe Definitivamente com a Queda de Cabelo de Forma Totalmente Natural. Veja como >>>



2 COMENTÁRIOS

  1. Meu amigo tem isso. É pequeno e num local só da cabeça, mas ele está assustado, pois pode aumentar. Legal as dicas, já compartilhei com ele, espero que ajude.

DEIXE UMA RESPOSTA

13 − 8 =