No artigo anterior Aprenda a diferença entre as principais doenças que estão aterrorizando os brasileiros no ano de 2016 (Parte 1), especificamos os tipos e sintomas de doenças causadas pelo mosquito Aedes Aegypt, pontuando as principais diferenças entre essas doenças, sendo elas: Dengue, Chikungunya e Zika Agora, iremos falar um pouco sobre a gripe que tem amedrontado a população brasileira, H1N1. Essa doença vem se manifestando ao longo dos últimos anos e, em 2016, já existem diversos casos apenas no Brasil, tendo, em alguns casos, vítimas fatais. Por isso, é sempre fundamental manter a população em alerta e mostrar quais são os sintomas da Influeza A, assim como a prevenção e tratamentos que devem ser tomados neste caso. Lembrando que, em nenhuma hipótese, a automedicação é recomendada, já que isso pode agravar o problema.

Princiais doenças: Influeza A / Gripe H1N1:

A H1N1, também chamada de Gripe Suína, é uma doença transmitida por um novo vírus da mesma família que transmite a gripe comum. Sua contaminação se deve após o contato com uma pessoa contaminada, ou seja, através do contato com a secreção, seja por tosse ou espirro, de uma pessoa com a doença.

Os sintomas são semelhantes da gripe normal: febre alta e tosse. No entanto, em alguns casos, a pessoa pode apresentar: dor de cabeça, dor no corpo, garganta inflamada, falta de ar, cansaço, diarreia e vômito. Dependendo da situação, a doença pode evoluir para um quadro pulmonar e sinusite.  A situação pode piorar, caso ocorra, falta de ar intensa, dores no peito, tontura, confusão mental, fraqueza e desidratação. O tempo de incubação da gripe é de 3 a 7 dias, assim, os sintomas podem aparecer depois deste período após a exposição do vírus, fazendo com que o contagio apareça até o sétimo dia após o início do problema.

Veja também:

Sinusite Nunca Mais | Dor Nas Costas Nunca Mais

Zika Vírus, conheça um pouco mais sobre esta doença

Hipertensão – a doença que pode ser controlada

Prevenção contra a doença de Alzheimer: conheça o inimigo e evite futuros ataques

Tratamento:

O tratamento, também é semelhante ao de outras doenças. Por isso, é comum a pessoa fazer uso de medicamento, além disso, repouso, ingestão de líquidos e alimentação são outros métodos que ajudam a melhorar os sintomas. Para verificar se você está com a gripe H1N1, existe exames que detectam a doença. Assim, é importante procurar um médico quando os sintomas começarem a aparecer e, depois disso, receber o tratamento mais adequado. Entretanto, é importante procurar um hospital quando surgirem os sintomas, evitando a exposição em lugares propícios, onde ocorrem casos da patologia.

Assim como qualquer outra gripe, a prevenção sempre é o melhor remédio. Por isso, cubra o nariz e a boca com um papel antes de espirrar ou tossir, jogue fora este papel, lave sempre bem as mãos com água e sabão, mantenha bons hábitos, alimente-se adequadamente, evite locais fechados e aglomerados, evite levar as mãos aos olhos e boca e beba muita água

Vacinação:

Uma vacina foi elaborada para evitar a contaminação. No entanto, as primeiras pessoas a receberem são as que se encaixam nos grupos de riscos. As pessoas prioritárias são: profissionais da saúde, gestantes, crianças de 6 meses a 5 anos de idade, idosos, mulheres que estão amamentando e pessoas com doenças crônicas. Apesar disso, é possível encontrar a vacina em laboratórios particulares.

Antes de tomar qualquer procidência, assim que surgirem alguns sintomas, o médico deverá ser consultado para realizar o diagnóstico correndo, pois, em alguns casos, a gripe comum pode ser confundida com a H1N1, por isso, a automedicação pode ocasionar agravamento da doença. Assim, procure um profissional, faça os exames necessários e siga, adequadamente, as recomendações que forem dadas para que o problema seja resolvido e a saúde restaurada.

emagrecer q48



DEIXE UMA RESPOSTA

11 − 1 =