A tecnologia permitiu diversos avanços na sociedade. Hoje, podemos contar com a internet para resolver diversos problemas como pagar dívidas, acessar noticiários e conversar com amigos e pessoas do mundo inteiro. É possível inclusive, trabalhar, eliminando o percentual de desemprego. São muitas possibilidades que nos deixam mais confortáveis e animados. Porém, assim como existe o lado positivo, há também o lado negativo sobre o acesso online.

A criminalidade virtual vem aumentando ao longo dos anos. Os crimes contra o público infantil têm assustado a comunidades, principalmente porque pedófilos tem usado a internet como meio de capturar suas vitimas.

Por isso, hoje, vamos mostrar como você pode proteger seus filhos contra possíveis ataques virtuais, zelando pela sua integridade física e psicológica, através de alguns recursos úteis, como a ferramenta disponibilizada pelo Google e demais meios.

Nova tecnologia do Google contra pedofilia

O Google disponibilizou há algum tempo uma nova tecnologia que permite bloquear um número significativo de buscas de pornografias e pedofilias na internet. Este recurso consegue eliminar este tipo de crime virtual de mais de 100.000 tipos de buscas.

Apesar de ser um combate constante, já que se trata de um crime que dificilmente será eliminado, ainda assim, há maneiras de diminuir os ataques e proteger mais as crianças.

Existem alguns meios de controlar e observar o que os filhos estão fazendo quando o assunto é tecnologia. Dessa forma, vale ressaltar certos cuidados que os pais devem ter para controlar e evitar esses abusos.

1- Mantenha o computador a vista:

Algumas pessoas costumam deixar os computadores em salas mais escondidas, visando à privacidade, no entanto, quando se trata de crianças, é fundamental manter esses aparelhos a vista o tempo todo. Por isso, o melhor é deixá-los na sala ou em outro ambiente que você possa ficar sempre de olho.

2- Estabeleça regras e horários de uso:

As crianças devem sempre seguir regras impostas pelos pais, pois assim, ficará mais fácil controlar o acesso que eles possuem a web. Sendo assim, estabeleça horários e normas para que eles possam usar o computador com o seu auxílio e proteção.

3- Fique atento às novidades que surgirem sobre a internet:

Alguns pais são leigos quando o assunto é tecnologia. Mas para ficar atento ao que os filhos fazem, é essencial saber lidar com esta modernidade. Por isso, faça o que for preciso para aprender a lidar com a internet e as novidades que surgem dela, assim, certamente o controle ser mais amplo.

4- Verifique o histórico de navegação:

Muitos podem acreditar que isso seja invasão de privacidade, mas para cuidar, é necessário ficar ligado a tudo que os filhos fazem, principalmente quando são muito novos.

5- Cuidado com a webcam:

Muitos criminosos utilizam essa ferramenta como meio de escolher as vítimas. Sendo assim, quando sua criança for usar a webcam, fique sempre ao lado e verifique com quem ela está conversando, principalmente se a pessoas do outro lado da tela não se apresentar através da câmera.

6- Instrua sempre seus filhos sobre este tema:

O diálogo é a melhor ferramenta de proteção, pois nele você poderá alertar os pequenos sobre este perigo, evitando que os mesmos caiam na lábia destes marginais.

7- Monitore as redes sociais:

Apesar de ser exigido que o usuário de redes sociais tenha no mínimo 18 anos, é comum existirem crianças com este tipo de site. Dessa forma, monitore sempre o acesso do seu filho e verifique que tipo de post ele faz, quem ele possui como seguidores e com quem ele tem contanto. Muitos criminosos utilizam grupos com temas infantis ou religiosos para atrair o público infantil, assim, é fundamental averiguar o contato que suas crianças estão fazendo.

8- Cuidado com o excesso de informação dada:

Como o público infantil, muitas vezes, não possui malícia, costuma dar muitas informações pessoais, isso facilita que o depravado encontre mais facilmente a vítima. Por isso, tome cuidado com as informações que eles postam.

Além dessas medidas de prevenção, você pode usar programas que bloqueiam acessos a determinados sites ou extensão que possibilitam o mesmo efeito. O importante é ficar atento a que tipo de site as crianças estão acessando e com quem elas estão conversando.

Essas ações podem trazer muitas vantagens, pois além da segurança do filho, você conseguirá orientá-los para que eles possam passar para os colegas.

curso de guitarra - kit guitarra completa
betmotion - Video BinGO


DEIXE UMA RESPOSTA

dezoito − 3 =