Nesta matéria e nas próximas iremos falar-lhe sobre equipamentos de rede, equipamentos de hardware, e dos constituintes de uma rede (são os vários elos, ligações e nós de uma rede). Cada um tem o seu grau de importância na rede pois estão na maioria das vezes dependentes uns dos outros, pois todos têm limitações. Numa primeira parte iremos abordar o que são e para que servem os concentradores e o que é uma workstation.

Diversos tipos de equipamentos de rede

  • Concentradores

Concentradores são todos os equipamentos de rede que vamos falar ao longo desta e das próximas matérias. São equipamentos de rede que concentram energia, informação, fazem gestão de fluxo de informação e encaminham-na, transformam sinal, amplificam, estendem e regeneram a rede.

Existem 2 principais tipos de concentradores, concentradores ativos que necessitam do recurso de energia elétrica para funcionamento e concentradores passivos que não precisam de energia elétrica para o funcionamento dos mesmos. Um exemplo de um concentrador ativo é o router que precisa de energia para fazer roteamento, um concentrador passivo é um switch que não necessita de energia elétrica embora esteja dependente para funcionar de um concentrador ativo.

Veja também:

(Curso) Montagem e Manutenção de Microcomputadores

UsBidi – O carregador inteligente de celular e tablet que está dominando o mercado tecnológico

FAT, NTFS e EXT – Tipos de Sistemas de arquivos

Hacker – O que é e qual o seu código de ética?

  • Workstation (Estação de trabalho)

Estação de trabalho é um computador de grande porte preparado normalmente, para um grau de processamento e cálculo muito acima da média de um computador normal, podendo também ser associado a um mainframe, que agrupa um vasto número de outros computadores para processar um grande volume de informação.

O significado de workstation ou estação de trabalho tem sido cada vez mais generalizado, hoje podem ser vistos como computadores, portáteis, tablets, all in one (computador fixo com tudo incluído – monitor, periféricos, rato, teclado, camara, microfone, entre outros) sempre exclusivos do sector empresarial, não havendo a possibilidade de qualquer pessoa os adquirir devido ao seu elevado custo. É por isso necessário ter alguma atividade empresarial a decorrer e normalmente são vocacionados para fins profissionais. Estas workstation podem ser vendidas com requisitos específicos pedidos ao fabricante.

Antigamente eram associados apenas ao exército ou grandes indústrias de tecnologia, mecânica e eletrónica, pois apenas eles possuíam tal ferramenta. Um exemplo de máquina foi o Enigma que teve vários modelos entre a 1ª e 2ª Guerra Mundial e servia para comunicação de mensagens altamente confidenciais que eram criptografadas e posteriormente desencriptografadas pelo exército alemão. Mais tarde os ingleses conseguiram descodifica-las tendo sido uma ferramenta essencial para vencer a Segunda Guerra Mundial colocando os aliados um passo à frente do exército alemão.

Nos dias de hoje workstation é associado também a computadores que estão dedicados à parte de gráficos (graphical workstation ou estação gráfica de trabalho) que servem para programas que necessitam de elevadas renderizações de gráficos e claro também de processamento mais elevado, tais como arquitetura, desenho industrial, criação de filmes 3D ou laboratórios de física. Tem quase sempre uma finalidade específica, orientados sempre para o sector empresarial.

Estes são 2 dos equipamentos de rede que mais são utilizados, esperamos que você tenha entendido o que são e como funcionam. Fique sabendo mais sobre equipamentos de rede na Parte 2, Parte 3 e Parte 4. Qualquer dúvida diga para a gente.



DEIXE UMA RESPOSTA

sete − dois =