Em um artigo anterior falamos sobre o ritmo musical nordestino, o forró. Desta vez vamos dar ênfase ao grande músico, conhecido como rei do baião, Luiz Gonzaga.

Luiz Gonzaga do Nascimento foi um importante músico e compositor brasileiro que nasceu na cidade de Exu, local próximo a capital Pernambucana em 13 de dezembro de 1912 e faleceu em 1989 na cidade de Recife.

A Infância:

Luiz Gonzaga fazia parte de uma família grande e possuía 8 irmãos. Viveu entre a enxada e a sanfona. O seu gosto pelo instrumento se deu ao fato de que seu pai, Januário José dos Santos, animava os bailes da região e consertava acordeões.

Para o desgosto de sua mãe, Ana Batista de Jesus, conhecida como Santana, que não queria que seu filho trilhasse os passos do pai, Gonzaga o acompanhava pelas festas a base de muito forró. Foi assim, que ele passou a tocar e ganhar seus primeiros trocados.

Primeiro show:

Seu primeiro show foi uma surpresa para toda a família, pois um promotor de forró pediu para que Luiz tocasse em um de seus bailes já que o outro músico, do qual havia ocorrido um acerto, não havia aparecido. Após esse evento, ele passou a ser chamado de Luiz do Januário e ficou conhecido pela sua habilidade com a sanfona.

Por ser menino, Luiz Gonzaga acompanhava seu pai, revezando o palco e o instrumento e entre as musicalidades e cochilos, ele começou a participar de festas de maior responsabilidade.

Na Adolescência:

Quando ainda não tinha nem 18 anos, Gonzaga se apaixonou pela primeira vez por uma moça da região cujo nome era Nazarena. Ele foi rejeitado pelo pai dela por não ter instruções e ser muito jovem, os dois resolveram namorar sem permissão e planejaram o casamento. Mas isso durou pouco, pois os pais de Luiz descobriram o namoro e deram uma surra nele pelo fato de ter desonrado a moça. O coronel Raimundo, pai de Nazarena, ao descobrir o fato, tentou matar o rapaz que o enfrentou na luta. Enfurecido, Raimundo disse que sua filha seria entregue a um amigo mais velho que sabia do ocorrido ou iria para um convento.

Depois de toda a situação e revoltado por não ficar com sua amada, Gonzaga saiu de casa e entrou para o exército, ficando 9 anos como soldado sem dar notícias para a família.

Carreira musical:

Ao conhecer Domingos Ambrósio, também soldado e acordeonista, Luiz Gonzaga passou a se interessar pela carreira musical e em 1939 deu baixa no exercito no Rio de Janeiro. A partir de então, passou a tocar nas áreas de prostituição da cidade.

Foi em 1941, no programa de Ary Barroso, que Gonzaga tocou uma música de sua autoria e conquistou um contrato com a gravadora Victor. Após este fato, ele teve seu primeiro trabalho profissional na Rádio Nacional.

Foi então que Luiz conheceu o tocador de sanfona Pedro Raimundo, que usava figurino característico de sua região, depois disso, ele passou a usar os trajes que o consagrou como artista. E em 1945, mas precisamente no dia 11 de abril, ele gravou sua primeira canção.

Vida e romance:

Apesar da vida regada de forró, bebedeira e prostitutas, Gonzaga, farto de toda farra, queria constituir uma família. No mesmo ano de 1945, conheceu uma cantora de coro e samba Odaléia Guedes dos Santos, mais conhecida por Léia. Após 2 meses juntos, ele a pediu em namoro, no entanto uma revelação abalou o romance, Léia estava grávida de outro homem.

Depois de provar que a gravidez aconteceu antes do romance dos dois, Gonzaga, apaixonado, alugou uma casa para os dois e adotou o filho de sua amada o qual recebeu o nome de Luiz Gonzaga do Nascimento Junior. Após algum tempo conturbado e pelos conflitos entre os dois, eles se separaram.

Em 1946, ele foi visitar seus pais que há muitos anos não os via. Ao voltar par ao Rio de janeiro ele conheceu Helena Calvancante e logo eles se casaram. Ficaram juntos até o final da vida de Luiz Gonzaga. Juntos eles adotaram Rosa Cavalcanti Gonzaga do Nascimento.

No dia 2 de agosto de 1989, o rei do baião morreu vitima de parada cardiorrespiratória em um hospital pernambucano.

Vale ressaltar, que devido aos problemas familiares, Gonzaga e seu filho adotivo, conhecido como Gonzaguinha, tiveram um relacionamento conturbado, o qual só melhorou após Gonzaga Junior iniciar a carreira de cantor e seguir seu pai pelas estradas brasileiras.

É uma história incrível, não é mesmo? Comente abaixo sua paixão por Luiz Gonzaga escrevendo trecho ou o nome de alguma música dele que você gosta.

curso de guitarra - kit guitarra completa



DEIXE UMA RESPOSTA

cinco × um =