A importação é o ato de importar uma mercadoria pelo processo comercial e pelo processo fiscal, que nada mais é do que trazer uma mercadoria, ou também pode ser um serviço, de algum outro país para instalar-se, neste caso, no território brasileiro.

Este procedimento está envolto em várias questões de ordem burocráticas, que estão ligados à receita do país no qual será entregue o produto. Do ponto de vista legal, uma mercadoria apenas será considerada um item importado após o momento que ela passar pela “internalização” no país do seu destino através da alfândega e, principalmente, após o recolhimento dos tributos.

Curta a Proddigital Negócio no Facebook >>>

O crescimento da importação brasileira

No Brasil, acompanhando o ritmo de outros países, as importações vem crescendo consideravelmente a cada ano. Dados do último ano anunciaram que o país aumentou em 7% as compras de produtos do exterior, empatando com países como a China, os Emirados Árabes e os Estados Unidos.

O crescimento brasileiro, segundo os dados, só perde para Hong Kong – que teve uma alta de 12%. China, Estados Unidos e Alemanha são os países que mais importam produtos do exterior.

Se prestarmos atenção, poderemos notar a quantidade de mercadorias que são oriundas de outros países e que encontramos facilmente até em pequenos comércios aqui no Brasil. As variedades são muitas: computadores, telefones, calçados, maquiagens, bolsas, sapatos, entre tantas outras mercadorias.

Uma ótima opção de negócio

Este mercado, se analisado e gerenciado com atenção e com planejamento, pode ser um ótimo negócio gerando resultados financeiros positivos, visto que o Brasil vem crescendo neste quesito. Um dos principais motivos pelo qual muitos empresários acabam optando por importar mercadorias é que determinados itens ainda possuem qualidade superior, se comparado com o produto nacional de mesmo segmento.

Esta realidade abre muitas oportunidades para o novo empreendedor ou até para aquele mais antigo, mas que não abre mão de apostar na novidade do seu negócio. O que acaba se tornando um ponto bastante negativo é a alta carga tributária sobre este tipo de produto, principalmente para empresas de pequeno porte.

A orientação neste caso é estar sempre atento às tendências do mercado, atento para a situação econômica mundial, prestar atenção fazendo um mapeamento no tipo de público do seu negócio, visando a importação de produtos que realmente terão saída e principalmente: planejar e planejar muito. Para auxiliar o empreendedor nesta questão, existem atualmente alguns cursos online sobre importação que podem ajudar muito o empresário.

Veja também:

Aprenda a Importar como Pessoa Física e Gerar Margens de Lucros Incríveis!

Como montar uma loja virtual em 11 passos definitivos!

Esses cursos podem ser presenciais ou a distância e que com certeza poderão ensinar muito aquele empresário que está buscando a importação no seu negócio. É um segmento em expansão.

O Brasil está se mantendo muito bem neste quesito, porém, é preciso, por parte dos empreendedores, sempre buscar informações sobre toda a parte burocrática que envolve as importações e o mais importante, que nunca é demais lembrar: fazer sempre um bom planejamento e com segurança.

E você está pensando em começar neste mercado? Mostre nos comentários abaixo o seu desejo em lucrar com importações.

Publicidade

montar um negócio na internet



DEIXE UMA RESPOSTA

catorze + nove =