Os cachorros mais bravos do mundo
Os cachorros mais bravos do mundo

Não existe uma única pessoa que não goste de cachorros (dos maiores aos mais pequenos). Aquele focinho fofinho, a lambida na cara quando você chega em casa, mas principalmente aquela sensação de alegria e entusiamos com que o cachorro recebe você, independentemente do tempo que esteve fora. Hoje a nossa matéria vai ser sobre cachorros, mais precisamente os cachorros mais bravos do mundo.

Top 10 – Os cachorros mais bravos do mundo

10 – Boxer

Boxer

Embora não seja uma raça por norma muito violenta, a sua teimosia pode trazer alguns problemas as seus donos. Este cachorro de grande porte, pode chegar facilmente aos 31 kg.

Veja também:

Adestrar Cachorro – Como educar seu cão

Entenda tudo que o seu cachorro quer dizer

Conheça os animais mais perigosos do mundo

Músicas mais ouvidas do mundo – Top 10

9 – Mamute do Alasca

malamute do alasca

Esta raça de cachorro precisa ter um espaço grande para correr e gastar energia, caso contrário torna-se aborrecido, desobediente e destrutivo. Apesar de serem muito independentes, podem ser difíceis de treinar, sendo por isso bastante perigosos quando estão de “mau humor”.

8 – Chow Chow

chow chow

Embora tenham este ar muito fofinho os chow chow podem ser cães bastante perigoso, podem requer atenção incondicional por parte dos seus donos. É um cachorro que não gosta de estranhos e tem uma grande tendência para atacar quem não conhece para defender os donos.

7 – Doberman Pincher

Doberman Pinscher

Embora sejam cachorros muito leais aos seus donos, são considerados os cachorros mais bravos do mundo, pois caso sintam que a família ou a casa está em perigo atacam. Devido ao seu porte e peso (pode chegar aos 40kg) torna-se um cachorro bastante perigoso.

6 – Presa canário

presa canário

Esta raça foi criada como cão de guarda de rebanhos. Este cachorro precisa normalmente de aulas de obediência pois tem tendências muito agressivas com outros cachorros e com pessoas que não conhecem.

5 – Dogue alemão

Great Dane

Este é um cachorro de caça também conhecido como cão dinamarquês. É considerado o cachorro mais alto do mundo (1,1m) e podem chegar ao 40 kg muito facilmente. Embora não seja perigoso para os seus donos, eles podem atacar pessoas e outros animais.

4 – Husky Siberiano

husky siberiano

Embora seja um animal muito fiel e carinhoso, eles têm aborrece-se muito facilmente e têm tendências destrutivas nestas alturas. São conhecidos por matarem alguns animais de pequeno porte (galinhas, pássaros, coelhos…).

3 – Pastor caucasiano

pastor caucasiano

Este cachorro pode ter tendências ferozes e incontroláveis caso não seja devidamente treinado. Não se deixe convencer por este ar fofinho, pois eles têm muita força e conseguem correr bastante depressa. O pastor caucasiano foi considerado a raça mais perigosa entre os cachorros mais bravos do mundo.

2 – Rottweiler

rottweiler

Esta raça de cachorros é muito protetor com os seus donos, no entanto caso não seja bem tratado ele torna-se um cachorro muito agressivo. A força deste cachorro não deve ser tida ao acaso, pois um ataque pode chegar a matar uma pessoa.

1 – Pit Bull

pit bull

O pit bull é considerada a raça mais perigosa de cachorros devido ao seu temperamento bastante agressivo, por isso está em primeiro lugar entre os cachorros mais bravos do mundo. Embora não seja um perigo para os seus donos (caso seja bem tratado), você deve ter cuidado quando passeia com ele na rua pois eles podem atacar desconhecidos.

E ai? Você tem algum cachorro destas raças? Já teve algum problema? Conte para nós nos comentários.

3 COMENTÁRIOS

    • As características principais do Boxer é a sua teimosia e geralmente eles não são violentos, são muito dóceis e brincalhões com estranhos. Mas, claro que nem todos são iguais. Além dessa raça carregar as suas características principais, cada um terá a sua personalidade conforme o ambiente que vive.
      Procure não deixá-lo muito preso, e faça-o conviver mais com pessoas de fora do seu convívio.
      O Boxer é uma raça que gosta muito de correr, por isso, se a sua casa não tem muito espaço para eles correr, procure sempre estar levando ele (de preferência, todos os dias) num parque para que, pelo menos, ele possa caminhar. E de quebra ele convive mais com outras pessoas.

  1. Passei por várias vilas no Senegal perto da fronteira com o Mali e com a Mauritânia. Dezenas de crianças me tinham como um súbito, ilustre, insólito e fugaz visitante, porquanto da amarokona suntuosa e da pele clara. Me rodearam com carro e tudo. Meu feeling, que não é meu, mas que me foi dado, varrendo os enigmas da filosofia teológica, foi no vdo!. Traduzindo, este mundo é cão. A África assolada por 5 tragédias (fome, racismo, analfabetismo, epidemias e guerras) é uma fazenda de confinamento do planeta para onde foram expulsos os classificados de feios, inferiores e indesejados, para ali desaparecerem. O mundo cão cria cão. Naquelas remotas vilas não existem cachorros. Não vi um só deles. Não há comida nem para os humanos. Ademais lá não precisam deles, dormem em cabanas abertas, são livres e solidários e reforçados pelo islã, arrebentam com quem rouba, embora não vi nada que ladrão cobice. Lá não tem nada, porque o mundo cão que cria cão assim os enxotou…:)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

17 − quatro =