cultivar um estilo de vida saudável é extremamente importante

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) e outras entidades cultivar um estilo de vida saudável é extremamente importante. No ano de 2030 a depressão será a doença mais comum do mundo.

Isso não te deixa intrigado, inquieto, com vontade de que essa não seja nossa futura realidade???

No entanto, ouvi dizer que a doença do século não é a ansiedade ou a depressão, que elas são na verdade os sintomas da real doença que assola a humanidade. Refleti muito a respeito de tal afirmação e penso que faz muito sentido.

O real problema normalmente não é a “febre” mas o que está causando a febre, tratar somente o sintoma faz com que a doença fique lá, e os sintomas retornem cada vez piores.

Cultivar um estilo de vida saudável é extremamente importante (dicas)

Você já parou para pensar nisso? Já pensou quais escolhas e hábitos do dia a dia podem te ajudar a ter uma vida mais saudável física e emocionalmente? Já refletiu sobre que pensamentos tem semeado em seu consciente e subconsciente todos os dias?

A Verdadeira Doença do Século

Qual seria então a real doença da humanidade por trás da ansiedade e depressão segundo esses pesquisadores? A real doença é a crise existencial, a falta de significado para nossa existência, falta de um propósito, falta de saber quem realmente somos e o que queremos ser e fazer na vida.

Como disse o gato para Alice (sim, aquela mesmo, do país das maravilhas) “Se você não sabe onde quer chegar, qualquer caminho serve”. Por não sabermos as respostas em relação à nossa existência é que nossos hábitos são destrutivos, nossa postura e comportamento são incorretos e nossas relações são tóxicas.

Assim se originam os diversos transtornos mentais, propriamente através do bloqueio do desenvolvimento natural do ser humano por fatores externos.

Mudar uma coisa muda tudo

Quando digo que mudar uma coisa muda tudo, me refiro especialmente à mudança de mentalidade. Nada vai mudar à nossa volta se não mudarmos por dentro e é aqui que entram os hábitos para uma vida mais saudável.

O Psicólogo Carl Rogers explica: “O indivíduo possui possibilidades inimagináveis de compreender-se, de modificar conceitos que tem de si mesmo, suas posturas e seu comportamento; esse potencial pode ser liberado…”

Todos passamos por momentos de crise, não vou dizer para você que isso é normal, vou te dizer que isso é HUMANO! Faz parte da nossa existência questionar, faz parte da nossa existência procurar sentido, faz parte de quem somos desejar algo mais. Afinal, quem nunca comparou sua vida à de alguém?

Geralmente vejo as pessoas comentando “todos os meus amigos já casaram” ou “ dos meus colegas da faculdade, apenas eu não estou atuando na profissão” e quando não somos nós mesmos é aquela cobrança social …quando solteiros, para namorar …quando namorando, para noivar …quando noivos, para casar… quando casam, para ter filhos… quando tem um filho, se vão ter o segundo… isso sem contar no quanto todo mundo sabe o que é melhor para os outros!

E assim a vida segue. Mas como lidamos com isso? O quanto tudo isso nos afeta?

Da minha maior crise, surgiu a oportunidade de me redescobrir, de encontrar minha verdadeira essência e de experimentar novos hábitos que antes, pareciam até mesmo impossíveis. Minha saúde emocional e física foi restaurada quando eu passei a me ver como indivíduo único e importante, quando passei a me amar e a me respeitar primeiro, a respeitar meu corpo, a respeitar meus limites e até mesmo meu “não”.

Veja também:

Seja quem você for, ou o que estiver passando, primeiro de tudo, acredite em você. Somos fortes, apenas não sabemos disso até precisar ter forças para superar as grandes crises da vida.

Vou compartilhar aqui algumas atitudes que podem fazer toda a diferença, diversos pesquisadores também apostam no Poder do Hábito, como o próprio autor Charles Duhigg que traz em seu livro “ O Poder do Hábito” uma excelente pesquisa de como funcionam os hábitos, como podemos criar novos hábitos e como a transformação acontece.

Portanto, cada hábito compartilhado aqui é de alguma forma comprovado cientificamente e também testado (e aprovado) por mim nos últimos anos.

Invista em seus relacionamentos

É normal que após uma decepção, tenhamos dificuldade de nos abrir para novas possibilidades, e nem é considerado saudável sair de um relacionamento e entrar de cabeça em outro, porém algumas vezes levamos este distanciamento emocional às últimas consequências, nos isolamos, criando um muro para nos proteger, sem perceber que o mesmo muro nos mantém prisioneiros.

Não desista das pessoas, eu sei que elas podem ferir, mas também são parte da cura para as feridas emocionais! Quando digo investir em seus relacionamentos, quero dizer, permita-se receber afeto.

Família, amigos, pessoas que você conhece no dia a dia no trabalho ou faculdade até mesmo nas redes sociais (porque não?), o fato é que cada pessoa tem muito a agregar na sua vida. Não perca isso. As relações humanas são de suma importância para nossa saúde emocional, os vínculos que estabelecemos vão fortalecer nossas emoções.

O homem é um ser relacional, por isso é importante ter relações de amizade e afeto, essa rede de apoio, pessoas que vão estar presentes em momentos alegres e também nos difíceis, vão te ajudar a ter uma melhor saúde emocional. Nunca subestime o poder de um abraço! Você já recebeu o abraço de uma criança quando estava triste? É divino!

Devo ter um hobby?

O livro citado anteriormente “o poder do hábito” conta a história de uma mulher que após o divórcio ficou muito mal, mas então decidiu participar de uma maratona. O fato de ter um objetivo, um foco, fez com que ela começasse a treinar, as mudanças provocadas em seu organismo pela prática de exercícios físicos, logo foram refletidas em seu emocional, e quando ela participou da tal maratona, também sentiu-se feliz e realizada.

Entendi com essa história que ter um foco, um propósito, uma meta, ajuda muito. Eu mesma não sou nada fã de academia. Já tentei, mas para mim não funcionou então, como eu poderia cuidar melhor do meu corpo?

Primeiro escolhi o ballet, foi excelente no resgate da minha autoestima além de ser a realização de um sonho de infância. Mas na correria do dia a dia, ficou difícil frequentar as aulas e acabei parando.

Assim, voltei à questão inicial, o que fazer? Lembrei da história do livro, e da mulher que primeiro se inscreveu na maratona (mais ou menos um ano antes) e depois iniciou os treinos e assim estabeleci uma meta de experimentar uma corrida de rua, escolhi uma corrida, fiz minha inscrição antecipada e iniciei os treinos.

Posso dizer que funciona mesmo. Cada quilômetro a mais na esteira me animava e mostrava o quanto eu era capaz. E no dia da minha primeira corrida, nem acreditei quando cruzei a linha de chegada, uma sensação de empoderamento, de que sou capaz, de que posso ir muito além do que eu imaginava!

Pode ser que para você seja teatro, fotografia, poesia, pintura, xadrez, corrida ou algum esporte. Seja qual for sua área de interesse a dica é a mesma, estabeleça uma meta, um alvo alcançável e dê o primeiro passo em direção a este alvo.

Veja também:

Dormir bem é importante?

Diversas doenças são associadas à falta de qualidade do sono, incluindo a depressão! Se você não dorme o suficiente, seu organismo precisa produzir 30% a mais de insulina de um dia para o outro. O Esqueleto humano também precisa das horas de sono para se renovar, então, se você não dorme bem (ou horas o suficiente), aumenta o risco de osteoporose e fraturas!

Sendo assim dormir, (e dormir bem) é um remédio natural de que nosso organismo precisa para trabalhar bem, por isso procure relaxar, ao deitar, não fique programando o dia seguinte, procure desacelerar, concentre se na sua respiração e relaxamento, e por falar em relaxamento, nada de celular ou TV, é comprovado cientificamente que a luminosidade dos eletrônicos inibe a produção de melatonina, hormônio necessário para induzir ao sono.

Outras medidas práticas para uma boa noite de sono seriam: Tome um banho quente (você pode otimizar utilizando sabonete de lavanda ou camomila); Se estiver preocupado com algo que precisa fazer, escreva antes de deitar e depois esqueça o assunto; Beba um chá calmante como camomila ou misturas próprias para a hora de dormir; Use pijama, vai ajudar a sua mente a entender que é hora de relaxar; Ler um bom livro (não muito estimulante, certo?) também aquieta os pensamentos.

Agora que já sabe que cultivar um estilo de vida saudável é extremamente importante. Mudar seus pensamentos, investir em relacionamentos saudáveis, ter uma atividade prazerosa e cuidar do seu sono são os 4 hábitos que fazem toda a diferença, não esquecendo é claro da importância de uma boa alimentação e de estar investindo sempre em você com atividades como passeios, viagens e atividades culturais.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

seis + 2 =