morar na cidade de São Paulo
São Paulo é uma cidade agitada, mas certamente, repleta de recursos essenciais para viver bem. - Imagem: Pexels

Quais seriam os pontos essenciais para morar em São Paulo: que melhorasse o tempo no trânsito, diminuíssem as despesas e ainda te possibilitasse comprar um imóvel?

Muitas pessoas moram em São Paulo, mas se envolvem tanto na correria do dia a dia que se esquecem de pontos básicos que, se aplicados, aumentariam a sua qualidade de vida.

Neste artigo, você vai conhecer sete dicas para morar na cidade, e algumas delas, talvez, nem pensou ainda. Confira!

1- O que não pode faltar para morar em São Paulo?

Essa pergunta é a mais simples de responder, porque para morar em São Paulo não pode faltar dinheiro.

Apesar de parecer uma explicação óbvia, muita gente não tem ideia de quanto dinheiro precisa para viver em uma cidade grande.

Saber calcular as suas despesas, contribuirá como base para criar a sua reserva de emergência.

Assim, poderá evitar que te faltem recursos financeiros para viver na cidade conhecida como centro financeiro do País.

Além disso, esse hábito pode ser o diferencial para a compra de um apartamento em São Paulo.

2- Tenha um mapa da cidade

A cidade é grande e alguns lugares têm nomes parecidos, por exemplo: na Zona Oeste tem o Itaim Bibi e na Zona Leste o Itaim Paulista.

Nesse caso, o mapa vai te auxiliar na hora de pesquisar um endereço. Além disso, com ele vai saber onde ficam as estações de metrô e trem.

Mesmo que tenha o Google Maps no celular, seja precavido e providencie um mapa de papel.

3- More próximo às estações de metrô ou trem

Um dos desafios para quem mora na capital é o tempo que gasta no trânsito. Ir e voltar do trabalho pode ser uma maratona infinita e desgastante.

Você pode diminuir esse tempo, se morar perto das estações de metrô, por exemplo.

Essa é uma ótima opção para fugir dos altos preços dos aluguéis dos bairros nobres, sem perder a qualidade de vida no trajeto do trabalho para casa.

4- Saia do aluguel o mais rápido possível

São Paulo é uma cidade com o custo de vida alto e quanto menos despesas tiver, melhor viverá na cidade.

Por isso, é indispensável considerar se o bairro oferece boa infraestrutura como hospitais, universidades, postos de saúde, entre outros.

O ideal é morar em um local que tenha mercados, padarias e conveniências. Precisa olhar também se o lugar onde vai morar é seguro. Sobretudo, planeje-se para ter o seu próprio imóvel.

Porque a combinação de tudo isso pode reduzir muito os seus gastos, mas o que mais impacta mesmo é sair do aluguel.

Por esse motivo, muitas pessoas compram imóveis na planta, elas calculam quais serão os custos desse empreendimento, como o INCC, por exemplo, e assim, conseguem o seu apartamento em pouco tempo.

E se tem dúvida se vale a pena ou não investir em um imóvel, use o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M)  para calcular o reajuste de aluguel e tomar a melhor decisão para o seu momento.

5- Tenha muitos contatos

Pessoas conversando na cidade de São Paulo
A cidade de São Paulo é um exemplo de integração – Imagem: Pexels

Se você é daquelas pessoas que fazem poucos amigos, é melhor rever os seus conceitos para conseguir morar em São Paulo e não passar por dificuldades.

A proximidade com as pessoas pode ser de grande ajuda em momentos que precisar de indicações de serviços, escolas, médicos e até emprego.

Por isso, procure se aproximar tanto de pessoas que gostam das mesmas coisas que você como daquelas que não têm tanta afinidade assim.

6- Compre um carro

Essa dica é para quem não conseguiu um local para morar perto das linhas de metrô ou trem e precisa atravessar a cidade para chegar em casa e no trabalho.

Apesar do incentivo que há na cidade para usar mais transporte público que particular, a realidade nem sempre condiz com a prática.

Se você demorar, por exemplo, uns 60 minutos de ônibus para chegar à estação de trem mais próxima da sua casa, comprar um carro já passa a ser a melhor opção.

Isso porque em menos tempo chegará ao metrô e poderá deixar o carro no estacionamento 24 horas com preço acessível.

7- Faça cursos profissionalizantes

São Paulo é uma cidade com muitas oportunidades de trabalho. É comum ouvir as pessoas dizerem: “aqui se não tiver emprego, tem trabalho”.

Mas essa é uma realidade para aquelas pessoas que sabem fazer praticamente de tudo, ou seja, elas consertam coisas, fazem comida, dão aulas, fazem bijuterias, roupas etc.

Mesmo que você tenha um hiper currículo, algumas habilidades ajudam na hora de fazer uma renda extra ou ganhar um dinheirinho no caso de ficar desempregado.

Agora, comente abaixo quais dessas dicas mais te ajudaram.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui