Search
Close this search box.

Quais são as criptomoedas mais valorizadas de 2022?

Compartilhe:

Os últimos anos foram importantes para o aumento das negociações de criptomoedas e 2022 não foi diferente. Algumas moedas antigas ganharam mais força e também outras novas surgiram.

Mas com a oscilação desse mercado, é comum que existam altas e baixas nos preços dos ativos. Enquanto algumas se valorizam, encontramos também algumas criptomoedas que valem centavos em 2022.

Por isso, se você quer conhecer quais foram as criptomoedas que obtiveram crescimento neste ano, continue a leitura. A seguir, separamos cinco dos principais desempenhos em moedas digitais.

5 criptomoedas que valorizaram em 2022

Para quem acredita que apenas o Bitcoin é uma boa opção de compra, vai se surpreender com os nomes que vão aparecer aqui entre os criptoativos que registraram bons resultados ao longo do ano.

Continue depois da publicidade

UNUS SED LEO

A primeira criptomoeda que podemos citar aqui é a UNUS SED LEO ou apenas LEO, que embora não seja muito conhecida no mercado, teve seu preço valorizado no ano de 2022.

O crescimento do token da exchange Bitfnex, aconteceu porque a moeda passou por um processo de recompra em 2019, com a proposta de atualizações que atraíssem mais investidores.

Desde então, a criptomoeda LEO apresentou uma alta em seus valores. Em 2022 foi o auge, atingindo um crescimento em seu preço que ultrapassou pouco mais de 50%. Número expressivo nesse segmento.

Solana (SOL)

A moeda digital Solana já era uma das apostas para 2022 e não decepcionou os investidores que confiaram no seu potencial de crescimento. Ela obteve bons números e foi um dos destaques do ano, principalmente no segundo semestre.

Continue depois da publicidade

Isso porque, ela obteve aumento do seu valor em diversas oportunidades e conseguiu manter uma variação de 7% ao mês, considerado estável para as criptomoedas.

A Solana funciona com código aberto, buscando por soluções de forma descentralizada. Além disso, ao contrário de muitos ativos como esse, não necessita da validação blockchain.

Veja também: Desenvolvimento de aplicações de blockchain da Solana de alto nível

XRP

Outra moeda que apresentou bom resultado em 2022 e está na lista das tendências para o ano que vem é a XRP. Criada pela Ripple, uma empresa que oferece serviços de pagamentos e está ligada a importantes corretoras de negociação.

Continue depois da publicidade

O projeto da XRP tem como objetivo ser uma criptomoeda mais acessível aos investidores, com preços mais baixos, mas entregando eficiência. O foco é nas transações internacionais.

Além disso, a rede desenvolvida pela Ripple possui protocolos de pagamento que permitem outros tokens além do seu, assim como outros tipos de bens para os representar.

ChainLink (LINK)

A ChainLink ganhou destaque nos últimos dois anos e foi mais uma das apostas para esse ano que está terminando. Assim como a Solana, atendeu as expectativas e deve continuar se valorizando para 2023.

Criada para a realização de contratos inteligentes, a ChainLink tem como objetivo facilitar a interação desses contratos em diferentes plataformas. Trata-se de uma blockchain que funciona como ponte para o mundo real.

Continue depois da publicidade

Estima-se que a moeda deve crescer ainda mais com o lançamento do staking da ChainLink na rede Ethereum. Uma forma de gerar renda passiva com ativos digitais sem precisar vendê-los.

Cosmos (ATOM)

Por fim, a última criptomoeda dessa lista das principais valorizações de 2022 é a Cosmos (ATOM). Ela chamou a atenção dos investidores e obteve uma variação média de 8% por mês no seu preço.

Também é uma das plataformas de contrato inteligente que visa a solução de problemas na rede blockchain. Além disso, o ATOM pode ser gerado no sistema de algoritmo proof-of-stake.

Em setembro deste ano, várias criptomoedas registraram queda, mas a Cosmos foi a exceção que viu seu valor aumentar. Se mostrando assim, uma oportunidade de investimento futuro.

Continue depois da publicidade

Como foi o desempenho do Bitcoin em 2022?

Se você sentiu falta do bitcoin nessa lista, vamos falar um pouco sobre como foi o ano da maior criptomoeda do mundo. 2022 começou bem para os investidores da moeda, porém, alguns fatores influenciaram negativamente nos meses seguintes.

Duas grandes empresas do segmento estão em crise financeira: a corretora FTX e a Alameda Research de investimentos. O que impacta diretamente na credibilidade das criptomoedas e provoca queda nos preços.

O Bitcoin, por exemplo, registrou uma baixa que levou a sua cotação a cerca de US$17.000, representando 9% de queda em apenas um dia. Bem diferente do que se esperava para a moeda digital mais conhecida.

Além disso, a rede Ethereum sofreu ainda mais com a influência da crise nas empresas do setor na sua moeda ether. O valor chegou a cerca de US$1.200, com quedas expressivas acumulando 23% em 15 dias no mês de novembro.

Para o ano que vem, a torcida é que as empresas citadas consigam se recuperar e que o mercado das criptomoedas volte a crescer. Mas ainda pode levar um tempo, por isso, é preciso acompanhar de perto e aproveitar as outras oportunidades.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Veja também:

Registrar Nova Conta
Redefinir Senha
Nós usamos cookies e outras tecnologias, conforme nossa Política de Privacidade, para você ter a melhor experiência ao usar o nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com essas condições.