E-reader, leitor digital, leitor de e-book
Imagem: Radovan Surlak / Unsplash

Os avanços tecnológicos já alcançaram um dos hábitos mais tradicionais da humanidade – a leitura. Hoje, é comum encontrar pessoas que aderiram ao chamado e-reader ou leitor digital, um dispositivo eletrônico capaz de oferecer uma experiência de leitura semelhante aos livros de papel, só que de uma maneira mais prática.

Porém, acredite se quiser, apesar de ser uma tendência atual de consumo, o e-reader já existe faz tempo. O primeiro dispositivo considerado um leitor de livros digitais foi o Rocketbook, aparelho lançado em 1998 pela empresa NuvoMedia. No entanto, foi somente em 2007 que a empresa americana Amazon lançou o seu primeiro leitor – o Kindle – que veio a se tornar o e-reader mais famoso do mundo.

Desde então, esse dispositivo eletrônico sofreu uma série de melhorias, tanto na parte de software quanto na de hardware, que tornaram o leitor digital um aparelho praticamente indispensável para os amantes da leitura. A revolução proporcionada pela popularização desse eletrônico foi tão grande que, inicialmente, muita gente acreditava que o e-reader iria substituir de vez os livros impressos.

Contudo, hoje nós sabemos que esses livros de papel continuam firmes e fortes e que o leitor digital chegou mesmo para contribuir de uma outra forma para a vida do leitor. E essa contribuição ocorre em função da sua praticidade.

Veja também:

Afinal, além de ser pequeno, leve e portátil, o leitor digital é capaz de armazenar uma verdadeira biblioteca de livros digitais. São milhares de arquivos guardados em apenas um dispositivo! Isso significa que você não precisa mais levar seus livros físicos para a escola, a universidade, o trabalho ou numa viagem, por exemplo.

Você pode simplesmente optar pelo livro digital, também conhecido por e-book, adicioná-lo a sua galeria no e-reader e guardar esse eletrônico na bolsa, sem que ela fique pesada ou que prejudique sua coluna em função do peso.

Além disso, diferentemente dos tablets, que são multifuncionais e que apresentam uma tela LCD ou OLED, o e-reader é um aparelho específico para a leitura. Isso é possível porque ele possui uma tela com tecnologia e-ink, que imita a folha de papel, além de apresentar um display preto e branco, antirreflexo e que não emite luz como ocorre com a tela do tablet. Tudo isso para melhorar sua experiência de leitura, especialmente se você for um leitor assíduo, e para não comprometer a saúde dos seus olhos, uma vez que essa tela é menos cansativa para a visão.

Atualmente, os leitores digitais mais populares do mercado pertencem a linha Kindle, da Amazon. A empresa disponibiliza três modelos diferentes de e-reader: o Kindle 10ª Geração, que é o modelo mais básico; o Kindle Paperwhite, o modelo intermediário; e o Kindle Oasis, modelo premium e mais caro dessa lista. Na comparação entre esses três modelos, você observa diferenças em termos de preço, armazenamento, luminosidade e design. Porém, as funções básicas são as mesmas e, por isso, esses modelos são os queridinhos entre os leitores.

Dessa forma, você percebe que utilizar um leitor digital significa investir na praticidade de acesso aos arquivos, na sua mobilidade e, consequentemente, na melhoria do seu hábito e experiência de leitura. E mesmo que seja necessário um tempo para se adaptar ao uso desse dispositivo, você vai perceber como sua vida de leitor ficará muito mais fácil depois de ter acesso a todas essas funcionalidades. E é por isso, por todos esses motivos, que você deveria investir num e-reader.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui