como investir no Forex
Imagem: AndrewLozovyi / Depositphotos

Números, estatísticas, grandes fortunas, risco: investir nos mercados financeiros pode ser assustador. Mas você sabia que uma grande percentagem dos mercados financeiros já é controlada por cidadãos comuns? De acordo com um relatório da Bloomberg, 23% de todo o volume de trocas nos Estados Unidos partiu de cidadãos não especializados durante o ano de 2021. Isso significa que, em 2021, pessoas comuns sem educação superior em economia estiveram por detrás de um volume de trocas de mercado equivalente ao de todos os fundos financeiros do país!

Num momento em que os mercados financeiros se encontram mais abertos ao grande público do que nunca, não investir é passar ao lado de grandes oportunidades. E em nenhum outro mercado financeiro existem tantas boas hipóteses para rentabilizar os seus investimentos como no Forex. Se você nunca ouviu falar do Forex, não se preocupe: temos tudo o que precisa de saber para começar a investir.

Escolher uma corretora Forex de confiança

O Forex é o maior mercado financeiro do mundo, com um volume de trocas diário na ordem dos 5 triliões de dólares (mais de 27 triliões de reais). Ao contrário do que acontece com os mercados da Bolsa, o Forex não negocia com ações de empresas ou mercadorias. Na verdade, o Forex se trata de um mercado de transações de câmbios que permite que você invista no crescimento de moedas como o dólar, o euro, ou o real.

Para começar a investir no Forex, o primeiro passo é escolher uma corretora forex de qualidade e confiança. Existem várias corretoras Forex ativas no mercado, pelo que é importante analisar bem as suas opções e decidir qual é a corretora que melhor se adapta às suas necessidades. Para escolher a melhor corretora Forex, é importante prestar atenção a detalhes como as taxas cobradas, os reguladores internacionais, ou os meios de pagamento disponíveis. Algumas corretoras Forex também lhe oferecem bônus de depósito que o podem ajudar a investir de modo mais tranquilo.

É preciso perceber de economia para investir no Forex?

Durante centenas de anos, o proveitoso mundo dos mercados financeiros esteve reservado aos mais poderosos e a um pequeno número de profissionais especializados. No entanto, tudo mudou com a chegada da Internet. A criação de corretoras online ao alcance do cidadão comum ajudou a fazer com que o velho estigma dos mercados começasse a desaparecer. De repente, não é mais preciso ser um grande banqueiro ou especialista para usufruir de mercados financeiros como o Forex. Tudo o que é necessário é um entendimento basilar de economia e um bom sentido de oportunidade.

Não é por acaso que cada vez mais cidadãos comuns se dedicam a ensinar pessoas a investir através da Internet. Os casos de sucesso são múltiplos, sendo que muitos investidores sem educação superior conseguem se profissionalizar nos mercados financeiros. Em casos menos extremos, pessoas comuns conseguem aceder a uma renda passiva que pode ajudar a pagar as contas do mês e a lidar com imprevistos.
Mas investir no Forex é assim tão seguro?

Alguns princípios para investir com segurança

Como todos os mercados financeiros, o Forex acarreta uma certa dose de risco. Mas existem alguns princípios simples que podem ajudar novos investidores a lidar com a volatilidade dos mercados e a fazer decisões mais acertadas no momento de investir.

Começar a investir… sem receio

Em 2020, a jornalista norte-americana Coryanne Hicks entrevistou alguns especialistas de economia dos Estados Unidos e compilou uma série de dicas úteis para novos investidores. Segundo Nicholas Scheibner, do Baron Financial Group, a maior dificuldade do investidor comum é… começar a investir. Scheibner sugere que, quanto mais rápido você começar sua atividade nos mercados financeiros, maior será o seu rendimento. Idealmente, você deve começar por investir valores menores para compreender como os mercados funcionam e começar a se envolver em negócios mais importantes.

Segundo Andrew Langdon, da FivePoints Financial Planning, o truque passa por respeitar o seu próprio instinto. Langdon sugere que muitos investidores inexperientes prestam demasiada atenção às sugestões da mídia. Para fazer bons negócios, Langdon afirma que um investidor deve prestar atenção a factos e nunca ao buzz de jornalistas e especialistas da televisão. Segundo Langdon, detalhes como comissões, taxas, ou impostos são mais importantes do que as notícias financeiras.

Traçar objetivos e conhecer os seus limites

Segundo Charles Wilson, da reputada Charles Schwab, o cidadão comum deve ter objetivos bem delineados no momento de investir. Você deve definir um limite máximo de tempo para os seus investimentos e traçar um plano detalhado do seu desempenho financeiro ideal. Só assim você poderá avaliar a qualidade da sua atividade nos mercados. Wilson refere que este princípio é fundamental para que o cidadão comum se sinta motivado a continuar a trabalhar em seus investimentos.

Finalmente, o empresário Mike Hennessy, da Harbor Crest Wealth Advisors, recomenda que cada novo investidor conheça os seus limites, principalmente no que toca à exposição ao risco. Um investidor que coloca demasiado dinheiro nos mercados vai se sentir mais ansioso e tomar decisões menos bem calculadas ao longo do tempo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui