Tecnologia na identificação e combate de vermes em cães e outras doenças em cães
IMAGEM: Rafael Paiva

Os adventos tecnológicos não vêm somente para nós humanos, eles também estão ajudando a todos os seres vivos ao nosso redor, quer seja através de próteses 3D para bicos de Tucanos, nano robôs que digerem o lixo sufocante do oceano, assim como identificação de problemas crônicos em nossos amigos peludos.

Os equipamentos modernos auxiliam de uma forma incrível no atendimento dos animais, conseguindo identificar os sintomas de uma forma muito mais precisa e dando resultados mais claros e efetivos. Mas até que ponto isso pode ajudar no problema de vermes em  cães?

Veja também:

Melhora na qualidade de vida através da tecnologia

Doenças das mais variadas podem ser causadas pelos vermes em cães, e aparecem pelos mais variados motivos. Quer seja pela ingestão de componentes com a presença de ovos dos parasitas, ou transmissão por outros animais infectados.

Seja um ou outro meio de infecção, as consequências são as mais tristes aos nossos pequenos, mas essa guerra acaba de mudar de cenário, a partir do momento que temos a tecnologia do nosso lado.

Exames clínicos mais precisos

Através de tecnologias antes utilizadas apenas em humanos, como biópsia de secções retiradas do intestino ou outros órgãos, somos capazes de identificar muito mais precisamente quando o cão foi infectado por um tipo específico de verme ou não, para isso, observa-se uma amostra das fezes dos animais sob um microscópio, em busca de ovos de vermes;

Hemogramas direto ao ponto

O exame de sangue para pets tem se tornado cada vez mais preciso e específico, conseguindo detectar infecções silenciosas através da quantificação de células brancas no sangue (os leucócitos) e outros sinais;

Remédios efetivos

A tecnologia não afeta só a forma como descobrimos as doenças, mas como as tratamos também. Os remédios anti-helmínticos (como o metronidazol, ou albendazol) têm tido cada vez mais sucesso em sua aplicação, garantindo um tratamento sem recidivas;

Cirurgias

Algumas situações de saúde ocasionadas pelos vermes em cães, ou mesmo as consequências que eles trazem ao corpo dos pets, podem ensejar uma cirurgia, e saber que elas estão dotadas de ferramentas e aparelhos cada vez melhores certamente conforta o nosso coração, não?

A guerra contra os vermes costuma ser injusta quando se põe na conta vermes como o do Coração, que causa a Dirofilariose, doença a qual falaremos mais abaixo.

Filariose – O assustador verme do coração

Quem pensa que os vermes só se instalam no intestino de nossos pequenos, muito se engana. Conhecida como Dirofilariose, ela é uma doença altamente destrutiva que leva o pet a óbito rapidamente após a infecção. A transmissão? Um pequeno mosquito que tenha entrado em contato com animais doentes.

Os sintomas costumam não se mostrar muito notáveis no começo da infecção, sendo apenas quando a doença está em estágios mais elevados (quando já existem cerca de 250 parasitas no coração do cão), que notamos a língua do animal com coloração escura, perda de peso, tosse, febre, fadiga extrema e outros.

É aí que os citados exames clínicos mais precisam entram, procurando por resquícios da presença desses vermes na corrente sanguínea, identificando e providenciando uma ajuda nos estágios iniciais da doença, sem permitir o sofrimento em vão dos pequenos peludos.

Vermes em cães podem ser um problema do passado

Assim como algumas doenças da raça humana que já vieram a ser erradicadas, podemos estar diante de uma mudança de águas, onde os vermes em cachorros e até mesmo gatos podem ser completamente erradicados e considerado um problema de décadas atrás.

A invenção de novos métodos de prevenção, cura e erradicação apontam exatamente para isso. O fim de nossa incansável guerra contra os vermes e a manutenção da saúde e bem estar de nossos pets.

Enquanto esse dia não chega, devemos nós nos preocupar com a limpeza de nossos lares, assim como, com o que os nossos cães põem na boca nos passeios e com os outros animais com os quais eles interagem.

Seu cãozinho já teve esse problema de vermes? O que você está fazendo para cuidar dele? Conte para todos nós nos comentários abaixo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here