Tecnologia na Medicina Veterinária: 4 grandes usos

Compartilhe:
Tecnologia na Medicina Veterinária
Imagem: NewAfrica / Depositphotos

A tecnologia está cada vez mais presente na medicina veterinária. Os equipamentos portáteis, os prontuários eletrônicos, os relatórios e laudos digitais e os termovisores são apenas alguns dos exemplos.

Isso demonstra como a tecnologia está mudando esse ramo da medicina.

Os profissionais da área estão se beneficiando dessa evolução, pois ela traz maior precisão nos diagnósticos, agilidade nos procedimentos e redução de custos.

Neste artigo, discutiremos quatro grandes usos da tecnologia na medicina veterinária. Acompanhe!

Continue depois da publicidade

Importância da tecnologia na medicina veterinária

A tecnologia tem sido cada vez mais importante na medicina veterinária. Isso porque oferece ferramentas que possibilitam a evolução de diagnósticos e tratamentos mais precisos e confiáveis.

Com isso os veterinários e profissionais da área conseguem fazer diagnósticos mais rápidos e assertivos. Além de oferecer tratamento mais seguro para uma variedade de doenças que afetam os pets.

Com a evolução tecnológica, a tecnologia tem tido um papel cada vez mais importante para melhorar a qualidade de vida dos animais.

Por exemplo, os avanços tecnológicos permitem que os especialistas realizem exames e diagnósticos mais precisos como exames de imagens (ultra-som, raios-X) e análises clínicas (hemograma completo, bioquímica sanguínea).

Continue depois da publicidade

Isso possibilita identificar doenças precocemente e tratá-las de forma mais eficaz.

Além disso, tecnologias avançadas, como as telerradiografias e telemedicina veterinária, permitem aos profissionais atender pacientes à distância.

Estas tecnologias proporcionam maior segurança para o animal doente, pois reduzem o risco de contrair infecções durante um transporte longo ou perigoso.

Outras tecnologias também têm contribuído para melhorar a qualidade de vida dos animais.

Continue depois da publicidade

Podemos listar dispositivos de localização (GPS), medicamentos controlados por tecnologia (medicamentos que liberam a dose correta de forma automatizada) e aplicativos para donos de pets.

Portanto, tecnologias como exames, telerradiografia e telemedicina são fundamentais para o avanço da medicina veterinária. E ajudam os profissionais a oferecer tratamentos mais seguros e modernos para os pets.

Tecnologia na Medicina Veterinária e vantagens para os profissionais

Como vimos, tecnologias modernas têm muito a oferecer para a medicina veterinária e apresentam benefícios significativos para os profissionais que trabalham no setor, como:

  • Maior precisão nos diagnósticos;
  • Menores taxas de erro no tratamento;
  • Diminuição dos custos operacionais;
  • Melhora a comunicação entre o veterinário e o proprietário do animal.

Como resultado, os profissionais da área conseguem fornecer maior confiança nas suas decisões clínicas, melhorando assim a qualidade de vida dos pets.

Continue depois da publicidade

Acompanhe também: Microchip animal: vantagens e desvantagens para tutor e pet.

4 grandes usos da tecnologia na medicina veterinária

Agora que já falamos sobre a tecnologia e seus benefícios na área da medicina veterinária, vamos apresentar os 4 maiores usos que ela tem para oferecer. Confira:

  1. Equipamentos portáteis

Equipamentos portáteis têm sido desenvolvidos para atender ao animal diretamente no local onde ele se encontra, visando evitar o desconforto do animal e possível contaminação com outras doenças ao ir em uma clínica veterinária.

Os principais equipamentos nesse sentido são os de ultrassonografia, radiografia, ecocardiografia e eletrocardiografia.

Continue depois da publicidade
  • A ultrassonografia é utilizada para o diagnóstico de doenças como tumores, gestação em cães e gatos e análises precisas sobre tecidos;
  • A radiografia permite realizar exames ósseos de todo o corpo do animal para detectar lesões, fraturas e outras doenças;
  • A ecocardiografia é usada para analisar problemas cardíacos e verificar pressão alta, doença valvar etc;
  • Já a eletrocardiografia também tem como objetivo identificar doenças cardíacas e monitorar o coração do animal.
  1. Prontuário eletrônico

Outro uso tecnológico importante no setor da medicina veterinária é o prontuário eletrônico. Ele permite aos médicos veterinários armazenar todos os dados do animal em um sistema seguro, facilitando o acesso e compartilhamento das informações entre profissionais da área.

Além disso, com tecnologias modernas é possível disponibilizar esses prontuários para serem acessados pelos donos dos animais e, ter também um melhor acompanhamento da saúde dos pets.

O prontuário digital ainda pode ser usado para gerar alertas automatizados, sobre vacinação, vermifugação, exames anuais, etc., permitindo que os profissionais tenham um maior controle sobre a saúde dos animais.

  1. Relatórios e laudos digitais

Assim como o prontuário eletrônico, essa tecnologia permite que os profissionais façam a documentação eletrônica dos procedimentos realizados nos animais, bem como os relatórios e laudos dos exames realizados.

Continue depois da publicidade

Esses documentos podem ser enviados às clínicas veterinárias ou diretamente para a casa dos proprietários com muito mais facilidade, agilizando o processo de diagnóstico e atendimento aos animais.

Além disso, essas tecnologias também permitem que os profissionais façam análises estatísticas desses dados como, por exemplo, a identificação de tendências em relação à saúde dos animais.

  1. Termovisor

Por fim, o termovisor é uma tecnologia que também tem sido usada cada vez mais na medicina veterinária. Ele permite aos profissionais diagnosticarem doenças por meio de análise termográfica infravermelha.

A tecnologia é útil para avaliar lesões inflamatórias ou neoplásicas e também para detectar alterações em tecidos profundos que não são visíveis a olho nu.

Continue depois da publicidade

O equipamento é particularmente útil para avaliar problemas musculares e articulares, pois permite identificar lesões de tecidos moles ainda na fase inicial. Com isso, os profissionais conseguem iniciar o tratamento mais cedo, aumentando as chances de recuperação do animal.

Portanto, é possível afirmar que tecnologias modernas têm sido fundamentais para melhorar a qualidade de vida dos pets e da medicina veterinária.

A tecnologia tem possibilitado diagnósticos precisos, melhorando o controle da saúde dos animais e a troca de informações entre profissionais. Com isso, é possível proporcionar um atendimento cada vez mais humanizado e personalizado aos pets que tanto amamos.

O que achou? Compartilhe sua opinião nos comentários.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Veja também:

Proddigital
Logo
Redefinir Senha
Nós usamos cookies e outras tecnologias, conforme nossa Política de Privacidade, para você ter a melhor experiência ao usar o nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com essas condições.