“Sim, em grande parte dos casos a vasectomia é reversível”, fala Dr. Glauco Guedes. Estudo mostra que de 4 a 6% dos homens que realizaram a cirurgia de vasectomia manifestam o desejo de ter filhos e fazer a reversão do procedimento. Mas infelizmente, muitos casais desconhecem essa possibilidade. Isso porque a vasectomia é conhecida como processo irreversível.

Antes de realizar a reversão, o paciente deve passar pela avaliação de um médico urologista e realizar exames pré-operatórios específicos para estimar a taxa de sucesso. A cirurgia é exatamente a religação dos canais deferentes que conduzem os espermatozoides, que foram interrompidos por ocasião da vasectomia (vide imagem).

Reversão vasectomia - reprodução internet
Reversão vasectomia – Imagem: Reprodução/Internet

Conheça alguns fatores importantes que aumentam as chances de êxito da reversão:

  • o tempo decorrido entre a vasectomia e a sua reversão. Quanto menor for esse tempo, melhor é a chance da reversão;
  • o tipo de técnica empregada na vasectomia. Vasectomias que preservam melhor os canais deferentes, evitando lesões, apresentam melhores taxas de sucesso na reversão;
  • a cicatrização do paciente, se ela foi boa, as chances são maiores;
  • produção testicular de espermatozoides. Essa produção, normalmente é mantida após a vasectomia;
  • presença de espermatozoides no líquido do canal deferente.

“Um dos primeiros pontos destacados para ter sucesso no procedimento foi com relação ao tempo decorrido da vasectomia a sua tentativa de reversão. E de fato quando mais tempo, menores são as chances. Ainda sim, existem muitos casos de êxito depois de grandes períodos. Isso se deve a evolução científica da área. Há relatos de sucesso de reversões em vasectomias feitas há mais de 25 anos”, pontua o urologista Dr. Glauco Guedes.

Clínica Evoluccy – Instituto de medicina:

Unidades Asa Sul – (61) 3532-5560

Unidades Asa Norte – (61) 32638100/ 3263-8051

Ele, também, atende nos Hospitais: Santa Lucia Norte, Santa Helena – Rede Dor e no Centro Médico Santa Helena.

Veja também:

1 COMENTÁRIO

  1. Eu achava que se fosse fazer a reversão poderia sofrer com a impotência sexual, mas pelo que eu conversei com meu médico esse é um risco mínimo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

cinco × dois =