O que é e quais são as causas da Doença de Peyronie
Imagem: Reprodução/Internet

Esse é um assunto bem importante, por isso, todo homem deve estar constantemente atento à anatomia e curvatura do próprio pênis. A doença de Peyronie é um problema perceptível, a olho nu, trata-se da alteração gradativa da curvatura peniana.

O pênis pode ficar muito curvo, chegando ao ponto de atrapalhar ou impedir totalmente relações sexuais; então, é necessário buscar ajuda médica.

Assim, o tecido cicatricial fibroso dentro do pênis que causa ereções curvas e, em alguns casos, dolorosas, é chamado de doença de Peyronie (vide imagem).

Doença de Peyronie - imagem reprodução internet
Doença de Peyronie – Imagem: Reprodução/Internet

A doença é caracterizada por uma cicatriz na túnica albugínea, o tecido que cobre o mecanismo de ereção do pênis, e costuma manifestar-se por meio de fibroses.

“A doença de Peyronie só é percebida durante a ereção, isso porque com o passar do tempo a cicatriz, provocada pelas fibroses, deixa o tecido peniano com menor elasticidade, o que resulta em uma deformidade na ereção. O importante é tratar o problema precocemente. Essa curvatura pode evolui com o passar do tempo, tornando as relações sexuais muito difíceis ou até mesmo impossíveis, além de provocar desconforto e dores”, destaca o médico urologista, Dr. Glauco Guedes.

As causas da doença de Peyronie ainda são bem misteriosas para a medicina. Cientistas não chegaram a uma causa especifica de forma precisa. No entanto, o que é aceito pela maioria dos médicos é o fato de que os casos se apresentam a partir de um processo inflamatório com características de cicatrização exagerada acometendo a túnica albugínea – membrana espessa de tecido resistente que envolve os corpos cavernosos. Esses corpos cavernosos são cilindros que se localizam no interior do pênis, os responsáveis pelo mecanismo de ereção.

“Nem sempre Doença de Peyronie precisa de tratamento, isso porque as placas de fibrose podem desaparecer naturalmente ao fim de alguns meses ou, até causar uma alteração muito ligeira que não tem impacto na vida do homem. Mas somente um médico urologista pode fazer essa avaliação. Então, no caso de qualquer problema, procure médico.

Em alguns casos, injeções com medicamentos ajudam a destruir as placas de fibrose. Há também tratamentos que manipulam a vitamina E em forma de pomada ou comprimidos; as cirurgias a cirurgia é realizada apenas em casos mais graves da doença”, detalha o médico especialista.

Dr. Glauco Guedes – médico urologista é formado pela Universidade Federal de Alagoas.  Atualmente ele atende na cidade de Brasília, Distrito Federal.

Clínica Evoluccy – Instituto de medicina:

Unidades Asa Sul – (61) 3532-5560

Unidades Asa Norte – (61) 32638100/ 3263-8051

Ele, também, atende nos Hospitais: Santa Lucia Norte, Santa Helena – Rede Dor e no Centro Médico Santa Helena.

Veja também:

2 COMENTÁRIOS

  1. Já tive esse problema mas faz bastante tempo e o que eu aconselho é procurar ajuda médica e se tratar o quanto antes pois esse problema atrapalhou até minha libido

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

seis + 8 =