Marketing Digital – Você sabe a importância de fazer um plano?

Compartilhe:

Hoje em dia, com o aumento da utilização da internet, as empresas apostam (e fazem muito bem) em Marketing Digital. No entanto algumas apenas têm um site, fazem alguns posts no Facebook e esperam obter daí informações vitais e importantes sobre os clientes.

Fique já a saber, que essa não é a direção correta que você deve seguir. É importante ter um plano de Marketing digital, com objetivos traçados e estratégias definidas, de forma engajar o seu negócio. Nesta matéria vamos explicar-lhe como deve fazer um plano destes

Como fazer um Plano de Marketing Digital

Até pode parecer algo muito complexo, algo com muita ciência e algo apenas ao alcance de alguns. Mas não é. Um plano, seja ele de Marketing Digital ou de outra coisa qualquer, é apenas um documento onde você define o que quer obter, para que essa obtenção traga retorno, para que esse retorno seja vantajoso (e lucrativo) para a sua empresa.

1 – Definir objetivos

Saber para onde quer ir e onde quer chegar é crucial. Na definição dos objetivos da sua empresa você tem de definir o que quer e como quer alcançar. Você tem de saber exatamente o que pretende, para saber quando e em que altura cumpre os objetivos que definiu.

Continue depois da publicidade

Estabelecer como objetivo, quero vender mais é um erro. Tem que quantificar quanto é o “mais”. Mais um artigo? Mais 10 artigos? Mais 500 artigos? Só com esta quantificação consegue perceber se os seus objetivos estão a ser cumpridos ou não. É importante que os seus objetivos sejam coerentes, quantificados e acima de tudo alcançáveis.

Veja também:

Marketing de Serviços – 7 P’s

2 – Conhecer o seu público-alvo

Agora que já fez o mais difícil, que já definiu o que quer em termos de objetivos de Marketing Digital, tem que conhecer muito bem o seu público.

Quando faz um site as perguntas que deve fazer primeiramente a si próprio são:

Continue depois da publicidade

– “Para que quer o site?”;

– “Qual a sua finalidade”;

– “Quem é o público-alvo”

É muito importante saber quem é o público-alvo, pois esses serão aqueles que eventualmente poderão satisfazer e fazer cumprir os seus objetivos. E porque é que é muito importante definir o seu público-alvo? Em primeiro lugar, os usuários filtram a informação. Logo, se você não definir o seu público-alvo, muito do seu trabalho vai ser em vão, pois vai ser posto de lado pela simples filtragem do utilizador.

Continue depois da publicidade

Se você definir muito bem quem eles são, vai saber o que gostam, e assim vai poder criar conteúdo que os atraia. Vai saber que idade têm e, vai poder adaptar a sua linguagem, entre muitas outras adaptações.

Ou seja, é muito importante conhecer quem é o seu público para poder adaptar a sua mensagem às características do interlocutor com todas as vantagens que isso lhe trás.

Veja também:

A importância do lead marketing para a sua empresa

3 – Escolher canais

Esta etapa pode parecer a mais fácil. Comumente uma página no Facebook (porque toda as pessoas tem um perfil pessoal no Facebook) e um anúncio no Google (que o Google acaba por fazer a otimização do anúncio para determinadas pesquisas) são os primeiros que se lembra. É um bom pensamento, e é uma forma inicial de escolher os canais para levar avante o seu plano de marketing digital.

Continue depois da publicidade

No entanto, pode ser muito mais específico do que isso e, quanto mais específico for, mais vantagens terá. Se você já conhece o seu público, deve conhecer mais a fundo as redes sociais deve atuar. De forma sucinta, cada rede social:

  • Facebook: A rede social dos amigos e família;
  • Twitter: Rede dinâmica para mensagens instantâneas, até 140 caracteres (prevê-se no futuro a alteração para 1.000 caracteres);
  • Google+: Conteúdo. É a mais qualificada para marketing de conteúdo.
  • LinkedIn: Rede Social Profissional, orientada para abrir portas para novos empregos ou para novos projetos para freelancers.
  • Pinterest: Rede Social que se assemelha a uma loja online global.
  • Instagram: Partilha de fotografias (quadradas) e vídeos (até 15 segundos)
  • Youtube: Conteúdo técnico. Resolução de um problema ou esclarecimento de dúvidas.

4 – Definir orçamento

Neste ponto, é absolutamente necessário desmistificar a questão dos valores. Todos pensam que o marketing digital é gratuito. Pois, não é. Você até pode ter algumas noções de Facebook, Google ou Youtube, e colocar meia dúzia de publicações diariamente, que o resultado final será nulo. Claro que se tiver a sorte de colocar uma publicação viral, enquanto essa viralidade durar, a sua marca vai agradecer.

Mas na realidade, para ter resultados sistematizados, terá que dispensar algum valor. Terá que publicitar a sua marca. Tal como o faz fisicamente, também digitalmente terá publicitar o seu negócio. No entanto, deverá ter tudo muito bem estruturado, para que o valor gasto em publicidade possa trazer-lhe um excelente retorno financeiro.

Veja também:

Anúncios mais baratos com o Facebook Ads

5 – Analisar resultados

Como sempre analise constantemente resultado e tenha o espírito de tábua rasa. Não pode previamente assumir nada. Todas as suas opções e decisões devem ser baseadas em fatos e não em pressupostos. Depois de analisar os resultados, volte ao ponto 1 desta matéria.

Estes são os passos base para realizar um plano de marketing digital que possa trazer retorno para a sua empresa, faça as coisas com calma e não se preocupe errar é bastante normal no início.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Proddigital
Logo
Redefinir Senha
Nós usamos cookies e outras tecnologias, conforme nossa Política de Privacidade, para você ter a melhor experiência ao usar o nosso site. Ao continuar navegando, você concorda com essas condições.